Com 29 meses de atraso, começa obra para diminuir caos em rotatória

Motivo de críticas da população e muita dor de cabeça para os motoristas, o caos na rotatória das avenidas Via Parque e Mato Grosso, em Campo Grande, parece caminhar para uma solução. Pelo menos é o que promete a Prefeitura, mais uma vez, ao anunciar, nesta terça-feira, o início das obras de reordenamento do trânsito a partir da instalação de placas de sinalização e pintura horizontal na rua Antonio Maria Coelho, que vai passar a ser mão única no trecho entre a rua Paulo Coelho Machado até a Via Parque.

Prevista para começar em agosto de 2014, a obra anunciada para resolver um dos pontos mais caóticos do trânsito de Campo Grande está começando com atraso de 29 meses e vários adiamentos. Pela rotatória passam mais de 20 mil veículos por dia, em torno de mil por hora, embora tenha sido projetada para 600 veículos por hora.

De acordo com a equipe de trânsito da Prefeitura, os trabalhos de reordenamento na Antonio Maria Coelho são complementares às obras de redução da rotatória para a criação de três faixas de rolamento e instalação de semáforos no cruzamento da Via Parque e Mato Grosso.

Nas áreas de intervenção a Prefeitura anuncia a instalação de semáforos equipados com controladores que regularão o tempo de duração do verde e do vermelho, conforme o fluxo de veículos.

“Os conjuntos semafóricos são modernos e serão interligados à central de informação da Agetran. A sinalização vertical será refletiva que melhora a visualização aos condutores de veículos”, disse o diretor-presidente da Agetran (Agência Municipal de Transporte e Trânsito), Elídio Pinheiro.

O cronograma das obras iniciadas hoje, segundo a Prefeitura, inclui também a abertura de um trecho da avenida Antonio Teodorowick, entre as vias Antonio Maria Coelho e Mato Grosso, para servir de opção de acesso ao Parque dos Poderes e à região do bairro Carandá Bosque.

A obra vai receber investimento de R$ 1.323.015,50, recursos disponibilizados pelo Detran-MS (Departamento Estadual de Trânsito) desde 2014.

Fonte: Campo grande News

Comentários

Comentários