Cirurgiões-dentistas podem identificar sinais de violência infantil

Foto Divulgação

O Conselho Regional de Odontologia de São Paulo (CROSP) destaca a importância de os profissionais da odontologia como identificar maus tratos sofridos por pacientes menores de idade. Como a maioria das agressões físicas acontecem na face, na cabeça e no pescoço, os dentistas devem estar atentos para identificar os sinais de maus tratos em todos os pacientes, especialmente em crianças. Portanto, o profissional deve realizar um bom exame detalhado intra e extra oral, aproximar-se da criança ou adolescente e, assim, criar um laço de confiança com o paciente.  Suspeitando ou confirmando os maus tratos, os cirurgiões dentistas devem comunicar ao Disque Denúncia Nacional, por meio do número 100. Na denúncia, não é necessário apresentar provas e o sigilo do profissional é garantido. Informar a suspeita ao Conselho Tutelar da Criança e Adolescente do município ou à autoridade policial também são formas de denúncia. É importante ter em mente que é obrigatório denunciar casos de violência infantil às autoridades.

Comentários

Comentários