Chegou a hora de uma mulher administrar Campo Grande

Faltando pouco menos de duas semanas para encerrar as filiações partidárias, pelo calendário eleitoral, já começam ser consolidados alguns nomes que poderão concorrer à prefeitura da cidade morena. Uma das inovações deste ano está sendo a preferência do eleitor a favor das mulheres.
Nos bastidores do Poder Legislativo, comenta-se que pesquisas indicam a mulher numa posição privilegiada concorrer à chapa majoritária da Capital. A vice-governadora, Rose Modesto (PSDB), a deputada estadual, Grazielle Machado (PR) e a deputada federal, Teresa Cristina (PSB), estão entre os nomes mais citados.
Quando procurada para falar sobre o assunto, a vice-governadora defendeu que tem muitas mulheres com competência e capacidade para estar á frente da prefeitura Campo-grandense. “Me sinto preparada, porém é necessário sempre respeitar o que o eleitor pensa”, pondera Rose Modesto.
Grazielle Machado disse que no momento está focada em realizar um bom mandato como deputada. Ela explica que é integrante de um grupo político e as decisões não podem ser individuais. “Os planos não são só meus, a voz tem que vir das ruas”, ressalta a parlamentar.

Comentários

Comentários