Casas impressas de baixo custo estão se tornando realidade

1,2 bilhão de pessoas no mundo vivem sem habitação adequada. Só no Brasil, mais de 11 milhões de pessoas vivem em moradias sem condições básicas de infraestrutura, de acordo com o IBGE. Pensando neste problema, a ICON, uma empresa de construção e tecnologia, está usando a impressão 3D para construir, a um custo bem abaixo do mercado, casas de 650 metros quadrados de cimento em até 24 horas.

A empresa pretende testar o projeto construindo uma comunidade composta por cerca de 100 casas para residentes em El Salvador no ano que vem. Usando a impressora Vulcan, o ICON consegue imprimir uma casa por 10 mil dólares (cerca de R$32 mil atualmente), mas planeja reduzir os custos para 4 mil dólares (R$ 13 mil) por casa.

A impressora é capaz de imprimir uma casa de quase 75 metros quadrados, com uma sala de estar, quarto, banheiro e uma varanda curvada. Segundo a empresa, o uso de cimento como material comum dará mais confiança aos inquilinos sobre a robustez da estrutura.

Mas a empresa mira longe. Eles já estão pensando nas comunidades que um dia viverão fora do planeta. “Um dos grandes desafios é como vamos criar habitações no espaço”, diz Ballard, o diretor da empresa. “E a impressão 3D é uma das tecnologias de potencial habitação mais promissoras para isso”, conclui.

Comentários

Comentários