Capital ganha terceiro Ecoponto nesta quinta, dia 07

Foto: Prefeitura de CG

Será inaugurado nesta quinta, dia 07 de fevereiro, às 9 horas o Ecoponto Nova Lima, numa área de 1.645 m² no cruzamento da Rua Pacajús com a Rua Galdino Afonso Vilela no bairro Jardim Vida Nova.

Esse é terceiro Ecoponto inaugurado nos últimos 11 meses. Campo Grande já conta com o Ecoponto Panamá e Ecoponto Noroeste, localizados nos bairros de mesmo nome.
As estruturas visam expandir o atendimento ao cidadão assegurando destinação a outros resíduos que não são coletados nos serviços normais prestados pela Solurb.
“O Ecoponto Nova Lima vem colaborar com a comunidade da região norte e de toda cidade, trazendo mais qualidade de vida e revertendo hábitos ainda existentes de descarte de resíduos volumosos em esquinas e terrenos baldios” afirma Elcio Terra, superintendente da Solurb, concessionária responsável pelo Ecoponto.
O espaço fica aberto de segunda a sábado das 8 às 18 horas e acessível gratuitamente a qualquer cidadão, que poderá fazer o descarte em containers específicos e sinalizados para cada tipo de resíduo. Serão recebidos eletrodomésticos e eletroeletrônicos que não tem mais conserto, móveis inutilizáveis como sofás e cadeiras, entulhos de construção além de galhos e podas. O limite de descarte é de um metro cúbico por usuário do sistema, o que equivale a um volume de mil litros ou 650 kg de resíduos secos, podendo chegar a 850 kg quando se tratar de resíduos úmidos.
No local haverão ainda LEV’s, os Locais de Entrega Voluntária de resíduos recicláveis domésticos. Para esses não existe limitação de quantidade.
“Tudo que for recebido será separado para ter a destinação correta. O que é reciclável vai para UTR, Unidade de Tratamento de Recicláveis, que hoje recebe em média 11 toneladas/dia e beneficiam centenas de famílias que vivem basicamente disso” complementa Elcio Terra.
A Solurb vai distribuir material explicativo sobre o Ecoponto e irá prestar orientação ao cidadão também pelo telefone 0800-647-1005 e pelo site da concessionária: www.solurb.eco.br.

Comentários

Comentários