Bandido em fuga bate moto e é agredido por populares

Após assaltar uma mulher, 44 anos o suspeito Max Aquino Guerreiro foi capturado e espancado por cerca de 20 pessoas na noite de sábado (13) no Jardim Tijuca, sudoeste de Campo Grande. Ele teve ferimentos e acabou sendo preso.

O ser acionado a Policia Militar e a mesma fazia rondas pelo bairro foi informada por um casal de motocicleta que ao avistar a viatura parou a guarnição e relatou que “pegaram um ladrão ali na rua de cima, estão batendo nele, corre lá porque acho que vão matar”, disse um das testemunhas aos policiais, conforme ficou registrado no boletim de ocorrência.

A equipe da PM informou ainda que, tão longo entrou na Rua Panambi Vera, o grupo que batia no criminoso se dispersou.

Neste momento a vítima do assaltante relatou que estava saindo de casa e foi abordada por uma dupla de motocicleta. O passageiro da moto simulava estar armando e por isso, ela lhe entregou a bolsa.

O comparsa desceu da moto é mandou que a mulher lhe entregasse tudo, neste momento a vítima conseguiu pedir socorro aos ocupantes de uma carro que passava pelo local.

A dupla de assaltantes emprenhou fuga e foi perseguida pelo carro que havia parado para ajudar a mulher. Na fuga os assaltantes colidiram com uma caminhonete que saía de uma garagem de uma residência.

Diante do acidente os vizinhos cercaram os dois rapazes. E quando souberam que a dupla havia assaltado uma mulher a poucos metros dali, começaram as agressões nos criminosos.

Um dos suspeitos conseguiu se evadir, contudo Max, que tem passagens por homicídio, agressão, violência doméstica, acabou preso.

A motocicleta usada pelos assaltantes, uma Honda Biz, havia sido furtada no dia 3 de maio.

O caso foi registrado na Depac da Vila Piratininga.

 

Comentários

Comentários