Aterro fechado 20 mil toneladas de entulho estão sendo espalhadas na cidade

Revoltados e reclamando de descaso por parte da Prefeitura de Campo Grande, 14 caçambeiros protestaram na manhã desta segunda-feira (26). Eles reclamam que 4 mil caçambas estão espalhadas pela cidade com 5 toneladas de entulho cada e não tem um local público para o descarte.

Arthur Fernandes (Presidente da associação dos caçambeiros), explica como o aterro de entulho, sem licença para funcionar, que era usado por eles no Jardim Noroeste foi interditado pela Justiça no dia 15 de dezembro os resíduos se acumulam pela cidade.

De acordo com a lei federal 4.864 de 2010 a empresa que recebe o entulho tem de ter um contrato com quem produziu. Na tentativa de conseguir o acordo com a CGEA Tratamento de Resíduos, único local licenciado para receber entulhos da Capital, representantes foram a empresa. Eles tentaram negociar um preço mais baixo para a tonelada do entulho e a não exigência do contrato para despejar.

“Cada caçamba tem capacidade para 5 toneladas e a empresa cobra R$ 36 por tonelada, nós cobramos entre R$ 80 e R$ 120 o aluguel da caçamba. A prefeitura não ajuda a gente e a única alternativa nos deixa no prejuízo”.

 

Comentários

Comentários