AS ’10’ MAIS

Terça-feira, 23 de Fevereiro de 2016.

1ª)

O termômetro político esquentou na presidência da OAB. Dizem que o Karmouchinho e o Gervásio estão afinadinhos para emplacar o advogado Alexandre Bastos como desembargador na vaga da entidade, mas tem muitos conselheiros torcendo o nariz para essa idéia.

2ª)

Embora Alexandre Basto seja uma boa opção e o acordo político da eleição pode ter passado por esse acordo e a desistência da ação que possibilitou ao Ministério Público emplacar mais um desembargador no TJMS, tem muita gente comentando que existem outras opções para a Lista da entidade.

3ª)

Bastos estaria sendo ‘enfiado’ goela abaixo dos conselheiros, mas enfrenta resistências. A profunda amizade entre ele e o futuro desembargador Paulo Alberto gerou uma espécie de ciumeira. E como em política não existe vácuo, outros nomes começam ganhar força nessa corrida, entre eles o do competente Dr. Fábio Trad.

4ª)

Boca do Povo de final de semana está fazendo maior sucesso em Brasília onde voltou a ser distribuída. Pessoal do Conselho Nacional de Justiça e do Conselho Nacional do Ministério Público ficaram de cabelo arrepiado quando leram a matéria de capa desta semana. As repercussões já estão a caminho.

5ª)

A FLYCOMPANY abriu curso de mecânico aeronáutico, profissão que pode render até 12 mil de salário por mês. Escola renomada que está a 18 anos no mercado, ainda tem vagas na turma iniciada dia 15. Ser mecânico de aviação é o ‘ó’ do ‘borogodó’.

6ª)

Senador Delcídio está passando por exames médicos e por isso adiou sua volta ao Senado que estava marcada para hoje. Ele quer reescrever uma nova história política e vai conversar com todo mundo para explicar a ‘casinha de caboclo’ que armaram para pegá-lo. Delcídio desmentiu a frase “Se eu cair, levo metade do Senado”  que lhe está sendo atribuída. Delcídio disse que “Essa frase é fantasiosa e inverídica para indispô-lo com seus amigos no Senado”.

7ª)

Professorado da REME, cansado do ‘apelegamento’ dos dirigentes da ACP, disseram hoje que a greve será inevitável.

8ª)

Quem entrou na ‘guasca’ hoje foi o ‘fantasma’ Claudio Guasso. Depois que surrou o irmão e virou notícia policial, tudo pra ele começou andar de marcha-à-ré. Até a Polícia Federal agora tem o endereço da sua casa. O sossego do Guasso – o rei dos fakes – acabou.

9ª)

O reconduzido deu um ‘chapéu’ no ministério Público. Disse que pagou os contratados, mas deu só 2 mil para alguns e exibiu aos promotores hollerites que dizem ser frios. O assunto está sendo denunciado na Câmara de Vereadores.

10ª)

Em 2015, o Brasil virou um dos países mais perigosos para o exercício da atividade jornalística. Foram registradas 8 mortes de profissionais no exercício da profissão, segundo a Abert – Associação Brasileira de Emissoras de Rádio e Televisão. O Brasil subiu cinco posições em relação a ultima pesquisa, e ocupa agora a 5ª colocação como país mais letal para os jornalistas, à frente de nações em guerra como Líbia, Iêmen e Sudão do Sul. Só em novembro de 2015 foram registradas 3 execuções de profissionais de imprensa em 11 dias: um radialista em Pernambuco e de dois blogueiros independentes no Maranhão.

Amanhã eu volto.

Fuuuuuuuuuuuuuui.

Comentários

Comentários