AS ’10’ MAIS

Sexta-feira, 26 de Fevereiro de 2016.

1ª)

Hoje faz 181 dias do afastamento do prefeito Gilmar Olarte do cargo sem que tenham encontrado nenhum crime contra ele. Pela Lei Orgânica do Município ‘prefeito não pode ficar afastado do cargo por mais de 180 dias’. Depois de perder as esperanças com uma decisão serena do TJMS, o remédio agora é Brasília.

2ª)

O marqueteiro João Santana, preso na Operação ‘Lava Jato’ revelou que seu primeiro cliente foi o senador Delcídio do Amaral, que em 2002 investiu 2,2 milhões para se eleger a senador pela primeira vez por nosso Estado. Santana segue preso em Curitiba.

3ª)

O novo presidente nacional da OAB, Claudio Lamachia, fez um discurso de posse pesado em Brasília, e chegou a ser aplaudido de pé, pelo ministro Levandowski. Ele disse que o Senado pode até aceitar Delcídio de volta, mas as vozes das ruas protestarão. Disse também que tanto o senador, quanto Dilma não aguentarão os protestos populares e apostou que Michel Temer terminará o mandato da atual presidente.

4ª)

Embora a OAB/MS tenha feito uma promessa pública de estar nas grandes questões que movimentam nossa sociedade, até agora ninguém viu o protesto da entidade pelo fato de Campo Grande ter hoje ‘dois’ prefeitos. Alguém precisa avisar o Dr. Karmouche que isso está acontecendo em Campo Grande e que a Ordem precisa entrar para por ‘ordem’ nessa bagunça.

5ª)

Uma cidade sem obras e à deriva, é o que diz a capa do prestigioso ‘Correio do Estado’ de hoje com a seguinte manchete: Prefeitura deixa “mofar” R$ 271 milhões para obras. Os recursos federais aguardam adequação de projetos ou licitações, enquanto a infraestrutura, deixada a céu aberto, está se deteriorando.

6ª)

Ninguém quer aceitar o casal que torturava uma criança de 4 anos de idade em ritual de macumba. Eles já foram mandados a presídios da Capital e do interior e os presos fazem panelaços e manifestações impedindo que eles fiquem internos. Isso mostra que, nossos presídios ‘tem donos’ e que o Estado não tem o controle dessas situações. Lamentável!.

7ª)

Alcides Bernal investiu uma fortuna no Banco Rural. Era dinheiro que sobrou da administração de Nelsinho Trad e deixado no caixa da prefeitura de Campo Grande. Bernal mandou investir no Banco Rural. O banco quebrou e Campo Grande perdeu o dinheiro. O Ministério Público quer que os responsáveis recuperem 9 milhões, investidos à época, e que ficaram retidos no banco em liquidação.

8ª)

A senadora Simone Tebet (PMDB) está se desgastando com o bloqueio total de seus bens por causa de uma obra superfaturada do tempo em que ela foi prefeita em Três Lagoas. Assustadas com a notícia, as pessoas não se conformam ‘como’ a filha do saudoso Ramez Tebet, que durante toda sua vida pública nunca se meteu em ‘furada’ agora virou notícia, e das ruins.

9ª)

Segunda-feira estará no programa BOCA DO POVO da Super-Rádio DIFUSORA (AM-1240KHz), o deputado federal Carlos Marun, conhecido como o ‘tratorzão’ do ex-governador André Puccinelli. Marum promete esquentar a chapa pra ‘meio mundo’. Será um ‘pinga-fogo’ espetacular. Não esqueça de ligar seu rádio.

10ª)

Amanhã tem show dos ‘Rolling Stones’ no Morumbi, em São Paulo. No Rio eles bombaram com uma platéia estimada em 60 mil pessoas. Jagger vai mostrar sua costumeira versatilidade. Vale a pena assistir mais essa apresentação do verdadeiro rock. Se puder, vá e leve a família. Vale a pena.

Bom final de semana a todos.

Fuuuuuuuuuuuuuuuuuui.

Comentários

Comentários