AS ’10’ MAIS

Sexta-feira, 01 de Julho de 2016.

1ª)

A semana passou e Puccinelli levou todo mundo no ‘bico’ sem confirmar se irá ou não disputar a prefeitura de Campo Grande. Por causa dessa ‘lengalenga’ o ex-governador já ganhou outro apelido: bico-de-cegonha.

2ª)

Segundo o Abelha do SINTRACOM/CG, a construção civil voltou empregar novamente. O setor andava meio parado, mas está sendo reativado aos poucos. Isso explica por que está ficando difícil encontrar pedreiros de alvenaria e acabamento.

3ª)

Ficou esquisita aquela reunião a portas fechadas na manhã de ontem na séde do Ministério Público Estadual. O Procurador-Geral de Justiça, Dr. Paulo Passos, colocou todo mundo – que não era procurador – pra fora. A discussão girou em torno do pedido da Polícia Federal para investigar o ex-procurador Humberto Brittes, acusado de favorecimento pessoal no exercício da função.

4ª)

Dados internos da Secretaria de Finanças da Prefeitura de Campo Grande indicam que a arrecadação, mesmo com toda a crise, teve pequena variação de subida, portanto, não se justifica a choradeira do prefeito reconduzido que “a grana está curta”.

5ª)

O governador Reinaldo Azambuja (PSDB) visita hoje o interior. Na rota: Itaquiraí, Taquarussú e Nova Andradina. Na pauta: drenagem de águas pluviais, asfaltamento e saúde pública, entrega de sinalização de vias e máquinas, Centro de Convivência  e acesso a rodovia MS- 134.

6ª)

Semana que vem a Câmara vai mandar parar a cobrança da Cosip (Taxa de Iluminação Pública). O dinheiro está ficando no caixa da prefeitura e não se faz nada com ele. Em compensação, nossa Capital está às escuras, o que não justifica mais o pagamento dessa taxa. Quem me garantiu isso, agora pela manhã, foi o amigo vereador Edil Albuquerque.

7ª)

Apesar da proibição explícita a Prefeitura continua nomeando pessoas na cara do Ministério Público. No DIOGRANDE de hoje a contemplada foi Emily Eduarda Rios Araújo. Foi para a Segov que era comandada pelo ex-vereador cassado por compra de votos Paulo Pedra, e que agora está entregue a Odimar Marcon.

8ª)

O ex-governador André Puccinelli virou ‘pomo da discórdia’. Ninguém quer o PMDB com ele metendo o bedelho no meio. O próprio PSDB tem interesse em fazer uma grande união partidária, mas com Puccinelli ninguém quer papo. Cada vez mais isolado, o ex-governador terá mesmo que esperar 2018 para ver se conseguirá se livrar da tarefa de cuidar de netos.

9ª)

Depois das confusões no jornalismo da TV-Morena em seus noticiários, agora estão dizendo que o MSTV (1ª Edição), que caiu barbaridade de audiência, ficou melhor no formato da Bruna (dos dedinhos) sozinha. O Marcelo Rosa é grandalhão e os dois ficam díspares no vídeo. O que está pegando não é bem isso. São as notícias desinteressantes que publicam e que está fazendo o telespectador migrar para as concorrentes.

10ª)

Segunda-feira na Difusora (AM-1240KHz) o programa BOCA DO POVO vai para o horário das 11 horas. No seu lugar – as 7 da manhã – começa o programa com Maurício Picarelli, que poderá ser ouvido e visto em aparelhos que tenham a tecnologia andróid. Busque como rtvexcelsior. É a emissora se preparando para as novas ondas de FM. Continuem ligados.

Bom fim de semana a todos.

Fuuuuuuuuuuuuuuuuuuui.

Comentários

Comentários