Após veto, Isinbayeva ataca: "Ganhem suas medalhas com nossa ausência"

Expoente da delegação russa, bicampeã olímpica do salto com vara não aceita decisão da Corte Arbitral do Esporte: “Obrigada a todos por terem enterrado o atletismo”

Lenda do atletismo russo, Yelena Isinbayeva não demorou a se pronunciar sobre o veto da Corte Arbitral do Esporte (CAS) à participação de atletas de seu país na Olimpíada do Rio. Com uma toalha rosa na cabeça e um semblante de frustração, a bicampeão olímpica criticou a decisão e, em tom de deboche, atacou os rivais dos russos na modalidade.

– Era, sim, uma esperança. Vão todos esses atletas estrangeiros “amigos” exalar o alívio em ganhar suas medalhas, pseudo-ouro, na nossa ausência. O poder sempre temido – escreveu a russa em sua conta no Instagram.

Em entrevista à agência de notícia russa TASS, Isinbayeva manifestou sua opinião de que a decisão foi muito além da esfera esportiva.

– Obrigada a todos por terem enterrado o atletismo. Isso é puramente político – criticou.

A Rússia não terá representantes no atletismo dos Jogos do Rio. Através de um comunicado oficial, a Corte Arbitral do Esporte (CAS) anunciou na manhã desta quinta-feira seu veto ao pedido do Comitê Olímpico do país (ROC) para permitir a participação de 68 nomes, entre eles o da bicampeã olímpica Yelena Isinbayeva, nas mais diversas provas da modalidade. O parágrafo que abre a nota fala em “atletas inelegíveis”. Contudo, a Corte não tem o poder de proibir a participação dos mesmos como independentes. Essa decisão é de responsabilidade do Comitê Olímpico Internacional (COI), que vai decidir até o fim desta semana a proibição ou não de toda a delegação da Rússia na Olimpíada.

Fonte: Ge

Comentários

Comentários