Após sofrer queimaduras churrasqueira mulher morre na santa casa

Maria Arlete Peixoto da Silva, de 71 anos, morreu na Santa Casa de Campo Grande após sofrer graves queimaduras ao acender uma churrasqueira no último dia 12 em uma chácara na cidade de Dourados, cidade a 220 quilômetros da Capital.

A mulher recebeu os primeiros atendimentos no Hospital Evangélico de Dourados e depois transferida para Santa Casa de Campo Grande, com queimaduras de 2º e 3º graus que atingiram sua face, troncos membros superiores e inferiores. Devido a gravidade das queimaduras Maria Arlete faleceu na tarde de quinta-feira (29). Corpo encaminhado ao IMOL (Instituto Médico  Odontológico Legal) e o caso foi registrado como morte a esclarecer.

Ela recebeu os primeiros atendimentos no Hospital Evangélico de Dourados e depois  foi transferida para Santa Casa de Campo Grande com queimaduras de 2º e 3º grau que atingiram a na face, tronco membros superiores e inferiores. Devido as complicações, Maria Arlete  morreu na tarde desta quinta-feira (29). O corpo foi encaminhado ao Imol (Instituto Médico Odontológico Legal) e o caso foi registrado como morte a esclarecer.

Comentários

Comentários