Após estragos em Taiwan, China entra em alerta por supertufão Meranti Supertufão deixou sem luz mais de 500 mil casas no sul de Taiwan.

Meranti segue para a China com rajadas de vento de até 263 km/h.
O Centro Nacional de Previsão Marina da China deu o alerta vermelho, o mais alto em uma escala de quatro cores (vermelho, laranja, amarelo e azul), pelo vendaval e as “monstruosas” ondas provocadas pelo supertufão Meranti, que se aproxima da costa oriental chinesa a partir de Taiwan.

De acordo com um comunicado divulgado nesta quarta-feira (14), as ondas superam os doze metros de altura, enquanto o tufão se move de Taiwan para o oeste, em direção à costa da China, onde deve chegar na quinta-feira.

A expectativa é que as fortes ondas atinjam a costa de Fujian e Zhejiang (leste) e de Cantão (sul).

O tufão segue, em princípio, em direção da Província de Fujian e Cantão nesta quinta-feira, e as autoridades deram início a um programa de resposta de emergência, pedindo para que as embarcações voltem ao porto, assim como a população permaneça em suas casas.

Enquanto isso, em Taiwan, dois reatores nucleares em Hengchun foram apagados nesta quarta-feira, ao sul, disse a elétrica Taipower em comunicado, como medida preventiva pelo impacto do Meranti, o tufão mais forte que afetou à ilha nos últimos 21 anos.

Já a Terceira Usina Nuclear de Taiwan, que abriga os dois reatores, sofreu com rajadas de vento de até 191 km/h, que estabelece uma marca em 120 anos e dá uma ideia da força deste tufão e seu perigo para a infraestrutura e vida da população.

Meranti segue para a China a 18 km/h, com seu centro no mar, perto do extremo sul da ilha, e rajadas de vento de até 263 km/h, segundo dados do Serviço Meteorológico Central de Taiwan.

O supertufão deixou sem eletricidade mais de 500 mil casas no sul de Taiwan, e causou inundações, quedas de árvores, postes e sinais de trânsito.

Graças as medidas de prevenção, incluindo o uso de dezenas de milhares de sacos de terra para impedir que edifícios fossem inundados, os destroços causados pelo Meranti estão sendo limitados em relação com sua força.

No entanto os preços das verduras e frutas, diante da destruição em massa de plantações, dispararam em todo o sul de Taiwan.

A circulação dos transportes aéreo e ferroviário no sul de Taiwan estão interrompidas nesta quarta-feira e devem voltar a funcionar somente na tarde de quinta-feira, quando o Meranti deverá estar chegando na costa chinesa.

Comentários

Comentários