Alexandre Frota é acusado de calote em festa gay

Foto: Brasil 247

BRASÍLIA-DF (Correspondente) – A empresária Nice Pereira, da Agita Cultural que organiza festas gays, tenta bloquear na Justiça parte do salário do deputado Alexandre Frota (PSL-SP) por suposto calote em evento gay de 2006. A estrela seria Alexandre Frota, que, na época, atuava em filmes pornôs.  A empresária alegou que havia contratado Frota para um show numa Festa do Orgulho Gay e o mesmo recebeu R$ 2 mil reais adiantados, mas não compareceu. Os valores corrigidos pelo judiciário chegam a casa de R$ 80 mil reais.

Comentários

Comentários