Agetran transforma vias em mão única em duas escolas

Foto: Prefeitura de CG

A Prefeitura de Campo Grande atendeu reivindicações de duas Escolas no bairro Jardim Imá  e promoveu melhorias no trânsito local ao transformar em mão única as Ruas Florianópolis e Guaraní.

O diretor-presidente da Agetran (Agência Municipal de Transportes e Trânsito), Janine de Lima Bruno explica que foram feitas sinalização horizontal e vertical nas vias em frente das duas escolas.

IMG_9545“Não é só a mudança de mão dupla para mão única. Para executar intervenções como essas temos que sinalizar as vias. Fizemos este trabalho depois da análise de nossa equipe de engenharia do trânsito e utilizamos recursos próprios para fazer os serviços.

No Jardim Petrópolis, a Rua Florianópolis no sentido Rua Guarani até a Rua Ulisses Serra passou a ser mão única. Mudança que atende uma antiga reivindicação da direção do IBEEN (Instituto Batista de Educação Erilásio Nogueira).

Para a diretora do IBEEN Edna Nogueira, o trânsito ficava complicado nos horários das entradas e saídas dos estudantes.

“As 5 horas da tarde ninguém passava e o trânsito ficava congestionado. Durante as reuniões de pais e mestres, em vez da gente falar sobre o assunto estudantil, nós ficávamos discutindo mais de 20 minutos sobre o fluxo de veículos em frente a instituição escolar. Com esta intervenção da Agetran ficou melhor para todos”, explica Edna.

IMG_9548“Era um transtorno com o estacionamento de carros, quando a Rua Florianópolis em frente a escola era mão dupla. Agora ficou mais seguro para todos”, comenta a Inspetora de Aluno do Instituto IBEEN, Rose Ferreira.

O Colégio Tic Tac e Instituto Penrabel  do Bairro Jardim Imã também recebeu a melhoria com a transformação da mão dupla para mão única. Neste local a Rua Belém, da Rua Brasília até a Rua São Luiz passou a ser mão única. A diretora da Escola Solange Cristina comemora a melhoria.

“Olha que foram mais de 5 anos a solicitação. E nós estamos satisfeitos com a mudança que facilitou ao embarque e desembarque dos alunos”, frisa a diretora Solange.

Comentários

Comentários