VLADIMIR BENEDITO STRUCK – Superintendente do MTE-MS

FEIRA DO TRABALHO DE MS VIRA MODELO PARA O PAÍS

VLADIMIR BENEDITO STRUCK (43): Superintendente Regional do Trabalho e Emprego de Mato Grosso do Sul. Policial Rodoviário Federal (PRF), há mais de 20 anos; Chefiou o NOE – Núcleo de Operações Especiais, fundador da Delegacia da Polícia Rodoviária Federal de Jardim – MS, instrutor de combate ao narcotráfico, diretor jurídico do Sindicato da PRF, assessor especial da Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública.

Por Josimar Palácio

Boca: A Feira do Trabalho que começou timidamente e agora já está na sua segunda edição?
VLADIMIR BENEDITO STRUCK – “Sim! Quando pensamos na ‘Feira do Trabalho’ buscamos alguns parceiros como a Câmara Municipal, Governo do Estado e Prefeitura de Campo Grande, que são os componentes da Feira. Foi um começo tímido, mas para surpresa obtivemos resposta altamente positiva da sociedade. Nossa 1ª Feira aconteceu no estacionamento da Câmara Municipal. Os vereadores arregaçaram as mangas e entraram de cabeça, participando entusiasticamente do projeto. Neste momento que estamos passando no país, dirigimos nosso foco na solução e não no problema. Esperávamos um público 1.000 pessoas e acabamos obtendo 1,8 mil pessoas que passaram pela Feira. Agora estamos na segunda edição esperando muito mais”.

Boca: Vamos falar desta segunda edição?
VLADIMIR BENEDITO STRUCK – “Realizada no Campus da UFMS e se tornando uma feira mensal até o final deste ano. Uma parceria com a Reitoria e professores DA UFMS que, na sua maioria, abraçaram projetos acadêmicos e cá estamos nós fazendo um evento de baixo custo, alta capilaridade e cada um entrando com um pouco de recurso. Quem sairá ganhando sempre será a sociedade que terá uma gama de produtos a sua disposição”.

Boca: Quando estivermos circulando a 2ª Feira já estará acontecendo?.
VLADIMIR BENEDITO STRUCK – “A Feira foi programada para sábado (02/09) com atendimento das 8 às 17 horas. Além do atendimento haverá a emissão de Carteira de Trabalho, Seguro Desemprego, RG, CPF, e os vários parceiros do Sistema “S”, Sindicados, iniciativa privada e até um ‘stand’ da Abrasel com comidas, espaço Kids, atrações culturais e até um torneio de futebol no Morenão realizado pela Fundesporte em parceria com a Fundação de Esporte do Município. Disputarão 6 times de futebol. Quem quiser ir poderá levar a família e passar um dia no Campus da UFMS. Essa é uma das nossas muitas propostas”.

Boca: Terá atendimento Médico?
VLADIMIR BENEDITO STRUCK – “Sim! Um ônibus da Cassems oferecerá exames de mamografia, PSA e alguns exames preventivos de câncer. O Sesi se fará presente com carretas odontológicas e oftálmicas. Os médicos da UFMS atenderão gratuitamente e o Hospital Universitário estará com os insumos. Tudo isso à disposição da população campo-grandense”.

Boca: O Ministro do Trabalho vai estar presente?
VLADIMIR BENEDITO STRUCK – “O Ministro e alguns secretários estarão presente. Estive em Brasília na semana passada e apresentamos o projeto que foi aprovado pelo ministro que deverá usar nosso modelo para realizar projetos idênticos noutros estados. Ele estará acompanhado por superintendentes de cada região do país que conhecerão nossa ação a fim de replicá-las em seus estados”

Boca: Quer dizer Campo Grande estará exportando um modelo a ser difundido em todo o país?
VLADIMIR BENEDITO STRUCK: “Perfeito. Este é, por enquanto, o único modelo que une: o público, privado, terceiro setor e o Sistema Sindical ofertando produtos e trazendo seus associados para o evento”.

Boca: Quem é o ‘pai’ da ideia e como MS aderiu essa inovação?
VLADIMIR BENEDITO STRUCK – “Por que somos diferentes e um Estado inovador. Mesmo diante da crise que assola o pais, nós resolvemos lutar com criatividade para superá-la. Tudo se resume em trabalho. Se quisermos: segurança, saúde, educação, etc, só será possível com o trabalho. Então, se tivermos geração de emprego teremos renda, melhor qualidade de vida e um Pais melhor. Acredito que a Feira do Trabalho nasceu da necessidade de uma união de forças para o bem comum”.

Boca: E o ‘Balcão de Empregos’?
VLADIMIR BENEDITO STRUCK –  “Tivemos no primeiro com a Funsat. Haviam 217 vagas que há mais de 30 dias não tinham conseguido zerar, e zeramos o ‘déficit’ na 1ª Feira. Nesta segunda trouxemos a Biosul –  Sindicado de Associação de Usinas oferecendo empregos nas 21 Usinas existentes em nosso Estado. Serão mais de 500 (quinhentas) ofertas de emprego para a sociedade sul-mato-grossense que for à 2ª Feira”.

Boca: Como será possível entrar nessa parceria das demais edições da Feira?
VLADIMIR BENEDITO STRUCK – “Na próxima que acontecerá nas Moreninhas, já temos acertados, além dos 67 parceiros atuais, mais 15 novos. As ampliações serão constantes, o que é excelente para a sociedade campo-grandense”.

Boca: Algo mais?
VLADIMIR BENEDITO STRUCK – “Venham para a Feira. Participem, utilizem dos nossos serviços gratuitos. Disponham das nossas facilidades. Engrandeçam nosso movimento. Passem horas agradáveis com seus familiares fazendo novos amigos. Desfrutem das atrações culturais. Programe-se para um dia diferente. Prefeito, prefeita: levem nossa idéia para os seus municípios. Vamos fortalecer e fortificar essa idéia.
Agradeço a BOCA DO POVO e à DIFUSORA-FM 101.9 pelo apoio. Estamos à disposição de todos e parabéns pelo jornalismo da mais alta qualidade que vocês praticam abrindo portas à boa informação”.

Comentários

Comentários