Traficante ‘curioso’ passa mal ao experimentar maconha Skank e acaba preso

Rapaz foi preso e autuado pelo tráfico de drogas - Foto: Osvaldo Duarte/ Dourados News

Traficante experimenta supermaconha e acaba preso após passar mal. O jovem de 18 anos foi preso por tráfico de droga. O jovem após pegar a supermaconha, conhecida por Skunk.

Skank, conhecida também como supermaconha é uma droga mais potente que a maconha, ambas são retiradas da espécie Cannabis sativa e, por esse motivo, possuem em suas composições o mesmo princípio ativo – THC (Tetra-hidro-canabinol). O que torna o Skank uma forma mais concentrada de entorpecente?

A diferença é proveniente do cultivo da planta em laboratório. O preparo da Cannabis sativa para obtenção do Skank é feito em estufas com tecnologia hidropônica (plantação em água). Assim a droga se torna mais ‘forte’ e tem o poder financeiro no mercado de entorpecentes financeiramente alto.

Por isso o jovem identificado por João Vitor Favaretto Lima, 18 ao experimentar o Skank passou mal e precisou de atendimento médico na UPA.

João estava no Terminal Rodoviário Renato Lemes Soares, quando a Guarda Municipal de Dourado foi acionada pois havia um jovem passando mal, vomitava muito.

A Guarda encaminhou o jovem a atendimento médico e ao encaminha-lo receberam a informação que o jovem havia guardado uma mochila suspeita no guarda volumes da rodoviária. Ao ser questionado o Jovem confessou o tráfico de drogas. Na mochila havia 14 pacotes da droga conhecida como Skank ou seja a supermaconha. A droga totalizou 7,1 quilos.

Ao questionarem o jovem o mesmo contou que foi contratado na cidade onde reside em Assis/SP para buscar o entorpecente em Ponta Porã e assim retornar com o produto e receberia o valor de R$ 1 mil reais pelo transporte.

Contudo o mesmo contou que resolveu experimentar a droga e acabou passando mal.

João Vitor Favaretto Lima, 18 anos foi preso por tráfico de drogas e encaminhado ao 1º Distrito Policial.

Comentários

Comentários