Rio 2016 anuncia conclusão de reparos em prédio da Austrália e outros 20

Expectativa da organização é que os 10 restantes sejam liberados até quinta-feira

O Comitê Organizador dos Jogos Rio 2016 afirmou na manhã desta terça-feira que foram concluídos nesta madrugada os reparos no prédio que receberá a delegação da Austrália na Vila dos Atletas. Além do edifício, muito criticado pela chefe de missão Kitty Chiller no domingo, outros 20 prédios também tiveram consertos finalizados e estão liberados para plena ocupação. Os 10 restantes devem ter os trabalhos encerrados na quinta-feira.

A promessa havia sido feita na noite desta segunda pelo Diretor Executivo de Operações da Rio 2016, Rodrigo Tostes. Uma força-tarefa com 600 profissionais (entre encanadores, bombeiros, eletricistas e ajudantes de serviços gerais) se dividiu em turnos para trabalhar 24h por dia para sanar os problemas estruturais encontrados pelas delegações, como vazamentos, entupimentos, além de falhas elétricas.

As queixas mais contundentes foram feitas pela Austrália, único país a se recusar a ocupar a Vila até o momento – a entrada deve ser feita nesta quinta-feira. Atletas de Suécia chegaram a se instalar, mas no início da noite desta segunda deixaram o local de táxi rumo a condomínios próximos.

Mas outros países também reclamaram. O presidente do Comitê Olímpico da Argentina, Gerardo Werthein, afirmou que dois dos cinco andares destinados à delegação estavam inabitáveis e que procurava apartamentos próximos para alugar até que tudo fosse resolvido.

problemas, Vila Olímpica, Rio 2016 (Foto: GloboEsporte.com)Teto com fiação pendente: um dos problemas encontrados na Vila (Foto: GloboEsporte.com)

O jornal espanhol “Marca” também destacou problemas nas acomodações dos espanhois, enquanto o italiano “Corriere dello Sport” publicou que o Comitê Olímpico do país estava bancando consertos e limpeza do próprio bolso. Membros da delegação da Holanda compraram material de limpeza por conta própria, mas não quiserem comentar o caso.

Em coletiva de imprensa concedida na tarde desta segunda, a australiana Kitty Chiller mudou o tom e mostrou-se satisfeita com o progresso das reformas emergenciais. Ela ponderou, no entanto, que o país teve muitos gastos extras com a acomodação provisória em hotel e outros detalhes como limpeza dos quartos oficiais.

Fonte:Ge

Comentários

Comentários