Prefeitura da Capital é ‘castigada’ pela Sefaz com redução de receita

“Isso é uma bomba, inviabiliza o orçamento da cidade”. Avaliação feita pelo secretário Municipal de Planejamento, Finanças e Controle, Pedro Pedrossian Neto, ao calcular  a queda de 21% para 18% no porcentual de participação no rateio do bolo do Imposto sobre ICMS para 2018, publicado pela Sefaz neste mês.

A prefeitura de Campo Grande irá contestar a perda prevista de R$ 54 milhões na receita.

O resultado ainda é preliminar e pode ser questionado administrativamente pelas prefeituras do Estado, por meio de recursos ou impugnações.

Conforme a resolução, a previsão é que Campo Grande terá índice de 18,6150, redução de 13,84% em relação ao que está em vigor, 21,6061.

 

Comentários

Comentários