Picarelli apresenta projeto que amplia idade máxima para ingresso na Polícia Civil

Na sessão plenária de quarta feira (28), o deputado Mauricio Picarelli (PSDB)  apresentou o projeto  de lei complementar  que amplia a idade máxima para o ingresso de homens e mulheres  na Polícia Civil, em Mato Grosso do Sul. A intenção é subir de 45 para 55 anos, a idade limite. Como justificativa, o parlamentar menciona que hoje se aumentou a expectativa de vida da população, assim como melhorou o condicionamento físico das pessoas.

“A nossa Polícia Civil é uma das mais eficientes do Brasil, está de parabéns e realiza muito, considerando todas as dificuldades que enfrenta, então, por que não termos pessoas com mais de 45 anos em atividade, que estejam bem e em pleno vigor?”, questionou.   “Vale ressaltar ainda que o sistema previdenciário tem buscado ampliar a idade para ter o direito a aposentadoria por  de contribuição, o que reforça a apresentação deste projeto”, disse Picarelli que rebateu argumentos de que a proposta seria de competência exclusiva do Executivo.

Se for aprovada, a proposta  vai alterar o inciso II, capítulo IV do artigo 45 da Lei Complementar 114, de 19 de fevereiro de 2005, que regulamenta as idades mínima e máxima de ingresso na Polícia Civil. De acordo com a proposta, a idade mínima continua sendo 21 anos, tendo ainda mantido a exigência da conclusão do ensino superior e comprovar estar apto para a função, em relação a sua boa saúde física e mental, apurada em inspeção médica oficial.

O deputado reiterou que buscará apoio, junto ao Governo do Estado, para a aprovação e a sanção do projeto. A matéria segue para as comissões permanentes, para depois ser votada em plenário pelos deputados. Caso seja aprovada, ainda passa pela sanção do governador Reinaldo Azambuja (PSDB).

Comentários

Comentários