Governo tem dificuldade para nova edição da Caravana da Saúde

A Caravana da Saúde do governo que é vitrine do governo também em críticas enfrenta problemas com a nova edição. Orçada em R$ 50 milhões, o projeto é motivo de impasse devido ao seu alto custo e as dificuldades do estado em desembolsar o montante, ao mesmo tempo que diversos setores acenam crise financeira.

O mutirão estava previsto para rodar o Estado em abril, foi adiada para junho e julho, e agora foi jogada para agosto. Faltando menos de um mês para o evento, o governo ainda não confirmou se já garantiu R$ 14 milhões necessários para pelo menos iniciar o projeto.

Apesar das dificuldades, O secretário de estado de saúde, Nelson Tavares, afirmou que apesar das dificuldades Caravana sairá nas próximas semanas, mesmo sob protestos. Isso porque, segundo ele, a fórmula criada no primeiro ano da gestão é mais barata e eficiente, defende. “Fazemos os atendimentos com tabela SUS, então na Caravana uma cirurgia eletiva sai a R$ 1,2 mil, quando fora do sistema chegaria a R$ 5 mil”.

Comentários

Comentários