Governo encerra Comitê Estadual da Lama Asfáltica

A Secretaria de Governo informou por meio de uma publicação no diário oficial do Estado de hoje (14) que encerrou as atividades do Comitê Estadual Temporário de Apuração de Denúncias, criado para apurar os desvios de verba pública apontados durante a Operação Lama Asfáltica.

O grupo foi criado em maio do ano passado e era composto pelo coordenador do Comitê, o secretário especial do Gabinete do governador, Felipe Mattos de Lima Ribeiro, Ana Carolina Araújo Nardes (Segov), Mario André Batista de Arruda (Procuradoria-Geral do Estado), Marina Hiraoka Gaidarji (Auditoria Geral do Estado), Hélio Queiroz Daher (Secretaria do Estado de Educação), Gisele Peixoto Lima (Secretaria do Estado de Fazenda) e Daniel Zanforlim Borges (Agência Estadual de Gestão de Empreendimentos).

Operação Lama Asfáltica

A Operação Lama Asfáltica analisou R$ 200 milhões em pagamentos que teriam sido superfaturados. O prejuízo aos cofres públicos, de acordo com a investigação, seria de cerca de 20% do valor. Somente as empresas de informática citadas na Operação levaram R$ 79 milhões do governo estadual em contratos.

De acordo com a publicação desta sexta-feira, há uma ata com encaminhamentos sugeridos pelo Comitê, que não foi divulgada pelo Governo do Estado.

Assinam o decreto o presidente do Conselho de Governança Eduardo Correa Riedel e os conselheiros Adalberto Neves Miranda, Carlos Alberto Assis e Marcio Campos Monteiro.

 

 

Comentários

Comentários