Ex-ministro Geddel deixa prisão mesmo sem tornozeleira

O ex-ministro Geddel Vieira Lima (PMDB) deixou o presídio da Papuda na noite desta de ontem (13) para cumprir prisão domiciliar em sua casa, em Salvador, na Bahia. O peemedebista saiu da prisão sem escolta, e sem tornozeleira.

De acordo com a Folha de S. Paulo, apesar da decisão que colocou o ex-ministro em liberdade, o TRF1 ter determinado que Geddel utilizasse tornozeleira eletrônica, o Distrito Federal não dispunha do aparelho.

Mesmo diante da falta da tornozeleira o juiz Ney Bello determinou então que o peemedebista fosse liberado, mas que em até 48 horas a Polícia Federal da Bahia providencie uma tornozeleira eletrônica, para que possa ser feito o monitoramento do ex-presidiário.

Acusação

O ex-ministro do governo de Michel Temer (PMDB) foi preso no último dia 3, acusado de tentar obstruir investigações, referente a desvios na Caixa Econômica Federal entre 2011 e 2013. No processo, também são investigados Eduardo Cunha (PMDB) e Lúcio Funaro.

O juiz Ney Bello acatou o pedido de prisão domiciliar para o ex-ministro alegando que, por não ocupar mais cargo público, Geddel não oferece mais risco à “ordem pública” e ao “processo penal”.

Comentários

Comentários