As Dez Mais

Terça-feira, 11 de julho de 2017.

PRIMEIRA:

O Governo do Estado recebeu ‘extra-caixa’ R$ 2,7 bilhões e se queixa que não tem dinheiro. Precisa explicar onde enfiou essa fortuna que é praticamente uma arrecadação anual da Prefeitura de Campo Grande.

SEGUNDA:

Dizem que em janeiro um respeitado conselheiro do Tribunal de Contas já havia alertado que se o governo estadual continuasse com aquela gastança ‘aloprada’ ia faltar dinheiro antes de agosto. É o que está acontecendo.

TERCEIRA:

O ambiente é de crise e expectativa no funcionalismo estadual. Se a “conversa” continuar desalinhada como está, a tendência será de paralisação dos serviços e greve geral. A saída é: o governador vir a público e reconhecer que sua administrou quebrou o Estado!.

QUARTA:

No acampamento do Sinpol, defronte a Governadoria, uma estridente buzina está deixando o governador com os nervos à ‘flor-da-pele’. Todas as vezes que ela é disparada dizem que ele dá um pulo da cadeira.

QUINTA:

E já que estamos falando em crise, eis que a criatividade do SINPOL no acampamento do Parque dos Poderes começou incomodar. Pediram para tirar um equipamento de curar carne de sol por causa da placa que o governo achou provocativa. Nela está escrito: Friboi.

SEXTA:

O Cel. PM. Alírio Vilassanti denunciou nesta manhã no meu programa, onde esteve reunido com demais sindicalistas, que está sendo perseguido e censurado. Abriram uma sindicância contra ele pelo pronunciamento feito no carro de som, numa manifestação defronte a Assembléia. Esse tipo de “censura” só piora o relacionamento entre sindicatos, associações e o Estado.

SÉTIMA:

Temer demonstra tranquilidade, mas parece caminhar para o patíbulo. O deputado federal Sérgio Zveiter (PMDB) pediu que aceitem a denúncia contra o presidente. Ontem, 16 líderes tucanos estiveram reunidos em S. Paulo, ameaçando o desembarque. Parece que para Temer a brincadeira de presidenciar o Brasil está chegando ao fim.

OITAVA:

A crise instalada no setor da pecuária pela JBS está afetando a pecuária em todo o país. Mato Grosso do Sul reduziu a alíquota do ICMS de 12 para 7%. Mato Grosso “trucou” e derrubou suas alíquotas de 7 para 4%. Goiás também mexeu no seu percentual de ICMS. Daqui a pouco vão dar boi de graça.

NONA:

Aproveitando a queda do ICMS, a JBS resolveu voltar funcionar o frigorífico de Ponta Porã. Isso mostra que os irmãos Wesley e Joesley estão vivos e respirando. A estrutura deles no setor de abate, se parar, a pecuária quebra.

DÉCIMA:

O assassino do ex-vereador Alceu Bueno foi condenado ontem a 21 anos de prisão. Elpídio Cesar Macena do Amaral, Josian Edson Cuando Macena e Kátia de Almeida Rocha vão mofar na cadeia.

Amanhã eu volto.

Fuuuuuuuuuuuuui

Comentários

Comentários