As Dez Mais

Quinta-feira, 06 de junho de 2019.

Primeira:

O PRF Ricardo Moon aguarda em liberdade um recurso que, se aceito, cancela seu julgamento na justiça estadual e transfere o caso para a Justiça Federal. Condenado a mais de 23 anos de prisão por ter atirado contra uma caminhonete, cujo dono quis atropelá-lo, Moon já estava em serviço quando o fato aconteceu. Por isso seu recurso tem lógica: ele agiu dentro da autoridade profissional.

Segunda:

Há pressões para que Ricardo Moon seja preso antes da hora. Precavidamente a juíza que recebeu o pedido para prendê-lo achou melhor agir com sensatez. Ricardo Moon é da Polícia Rodoviária Federal, e como funcionário público federal a justiça habilitada para julgá-lo é a Justiça Federal.

Terceira:

Denúncia de tortura contra policiais civis movimenta a SEJUSP nesta manhã e poderá abalar estruturas dentro da Segurança Pública. A denúncia que está sob segredo de justiça, diz que um preso foi barbaramente torturado a ponto de ter sofrido parada cardíaca e precisar de ser reanimado.

Quarta:

Acabaram as doses da vacina contra a gripe nos postos de saúde desta Capital. Como brasileiro sempre deixa tudo para a última hora, ontem havia filas e confusões nos postos aonde ainda restavam algumas doses. Os estoques serão repostos.

Quinta:

A MSGás vai ser colocada à venda. A empresa não vinha bem das pernas. Mesmo assim ainda deu lucro. O gás fornecido é caro. Os consumidores são poucos. O que já foi um bom negócio, mas se deixar pode quebrar.

Sexta:

O presidente Bolsonaro mais uma vez quebrou a cara com seus discursos improvisados. Disse que a “cadeirinha” poderia ser suprimida. Depois voltou atrás e disse aquela nobre frase salvadora dessas horas amargas: “Eu nunca disse isso”.

Sétima:

Se o convênio entre o Governo Federal e o Governo Estadual não for renovado o Brasil sofrerá a invasão das drogas, cigarros paraguaios e armas. A Polícia Federal vai passar a correr sozinha no combate ao contrabando e ao tráfico.

Oitava:

O DEMOCRATA está de olho nas eleições municipais de 2020, mas já pensando em 2022, na eleição pra Governo. O partido tem hoje o vice-governador, dois Ministros – da Saúde e da Agricultura e Pecuária – e dois deputados fortes (Zé Teixeira e Barbosinha). Vai colocar um “timaço” em campo.

Nona:

O Ministro da Justiça Sérgio Moro fez uma insólita viagem à nossa fronteira. Chegou sem avisar. Para ir a Ponta Porã seu avião desceu em Dourados por falta de teto. Chegou atrasado ao encontro com autoridades do Paraguai e da Argentina. Sua assessoria não convidou governadores e prefeitos da região.

Décima:

Entrevista do submundo da prostituição em Brasília está deixando deputados federais, senadores e até ministros na base do Lexotan. Camila, uma gaúcha lindíssima, disse que cobra entre 3 a 5 mil a hora, e 40 mil mensal pela exclusividade por um mês. A ex-estudante de Psicologia e Modelo em Porto Alegre-RS, disse que já viajou até para Miami-EUA, por conta de um cliente. Disse mais: Dependendo do cliente tem meninas que faturam até R$ 30 mil em uma hora”.

CHICOTADA DO DIA!

Empresário do ramo de Informática denunciou na Polícia Civil  que a Câmara Municipal da cidade de Terenos, fabricou uma nota fria da sua empresa e alguém recebeu a grana. Na Câmara daquela cidade o assunto virou “pecado mortal”. Fiscalização até agora… nem por decreto. Merecem nossa ‘tripla’ chicotada.

ANIVERSARIANTES DO DIA!

Renata Veloso, Sérgio Rezek Tannous, Habib Rezek Junior e nosso querido ex-deputado estadual Pastor Reginaldo.

MEUS AMIGOS!

Eli Souza do Grupo Impacto; Edson Lima; Profa. Paola Lima; Delano de Freitas; Adilson do Correio do Estado; Pra. Joelma; Cição do Prossol; Ana Flávia Pelicho, Jor. Da Santa Casa; Ináh Iuly; Beth e Luciano da MetalLu; Fernando da Anunciação; Pastora Michela.

Amanhã eu volto.

Fuuuuuuuuuuuui.

Comentários

Comentários