As Dez Mais

Quinta-feira, 18 de abril de 2019.

Primeira:

Hoje é ponto facultativo para servidores municipais, estaduais e federais. Todo mundo na “miúda”. Amanhã é Sexta-feira Santa. Sábado é da Aleluia é dia de “malhar o Judas”. Domingo é Páscoa. Eu que não sou de ferro voltarei ao ar apenas na segunda-feira. Feliz Páscoa a todos.

Segunda:

O Bolsonaro decepcionou os caminhoneiros, seus cabos eleitorais. Impediu o aumento de 5,78% no diesel, mas o presidente da Petrobrás falou grosso com o “capitão” e hoje o diesel amanheceu ‘dez centavos’ mais caro. Quem acreditou no “capitão” está tendo a impressão que trocou “seis” por “meia dúzia”.

Terceira:

A petulância de um empresário daqui acabou com a Polícia Federal e a Receita na porta da empresa dele. De empresário o mocinho não tinha nada. Era um “muambeiro” que contrabandeava bugigangas do Paraguai para vende-las a clientes, entre eles o Tribunal Regional Eleitoral. O “new riche” está agora atrás das grades.

Quarta:

Três aviões de pequeno porte foram apreendidos próximo de Atibaia-SP, transportando cocaína e maconha. Cinco pessoas foram presas. As aeronaves faziam a chamada “rota caipira do tráfico”. Saíam de Ponta Porã rumo ao interior paulista.

Quinta:

A conversa do dia foi a suspensão do processo contra o ex-governador André Puccinelli, o filho dele e o advogado João Paulo Calves. O desembargador Paulo Fontes da 3ª Região Federal reconheceu a ilegalidade do feito e que o processo deveria correr na Justiça Estadual e não Federal.

Sexta:

Dia 25 o Partido Progressista estará reunido na sua Convenção Regional. Se a direção Nacional não destituir o atual presidente Alcides Bernal vai provocar uma diáspora. A luta de braço é do tipo “vida ou morte”. Quem ganhar vai se casar com a princesa.

Sétima:

Quem está com a pulga atrás da orelha é o juiz Federal Bruno Cézar, de 1ª Instância. Mandou prender o ex-governador Puccinelli num processo que nem cabia à Justiça Federal. Bruno mereceu críticas do desembargador Paulo Fontes. Fala-se que o processo foi político e não jurídico. Teria sido para tirar Puccinelli da corrida eleitoral.

Oitava:

A polícia peruana chegou ao apartamento do ex-presidente Alán Garcia para prendê-lo por crime de corrupção e envolvimento com a Odebrecht. Ele pediu um momentinho aos policiais, foi ao seu quarto e estourou os miolos. Fim de mais uma história de corrupção desvendada pela Lava-Jato.

Nona:

Pedido de “impeachment” no Senado poderá mandar ‘pra casa’ os Ministros Dias Tóffoli, presidente do STF e Alexandre de Moraes. De “guardiões” da nossa Constituição eles resolveram reinstaurar a censura ao site ‘O Antagonista” e à revista ‘Cruzoé’ pela reportagem “amigo do amigo do meu pai”. Vem ai a CPI DA TOGA. Aguardem.

Décima:

Os deputados federais Fábio Trad e Dr. Luiz Ovando figuram como os deputados mais assíduos nas sessões plenárias da Câmara Federal em Brasília. Em compensação o tal Tio Trutis figura na ‘lista negra’ dos “gazeteiros”.

CHICOTADA DO DIA!

A Santa Casa perdeu recurso no TJMS sobre o pagamento de 15 mil a título de indenização por ‘dano moral’ a um paciente que, mesmo acidentado, foi surrado por um enfermeiro porque se levantou da maca. O enfermeiro tratamento à base do “pescotapa” acabou quebrando uma das mãos da vítima. A direção da Santa Casa recorreu, mas perdeu a ação.

Aniversariantes do dia!

Tereza Name; Osvaldo Possari; Maria Elza Elizabeth Machado; Dr. Mário Fagundes.

Meus amigos!

Dr. Rubens Vilalba, em Terenos; Maria e Nenê Coxev; Minha amiga D. Silmara; Ana Flávia, jornalista; Pr. Nivaldo Didini; Pe. Zé Maria;

Segunda-feira eu volto.

Feliz Páscoa a todos

Um abraço. Fuuuuuuuuuuuui.

Comentários

Comentários