As Dez Mais

Segunda-feira, 04 de Setembro de 2017.

Primeira:

Nas redes sociais, a visita de Bernal ao ex-governador André Puccinelli causou espanto. Bernal é a ‘bruxa má’ do mundo político sul-mato-grossense, e quem não ‘o’ perdoa é o eleitorado que deseja vê-lo: seco e arreganhado atrás da porta.

Segunda:

Puccinelli usou a inteligência. Recebeu Bernal com cafezinho, falou pouco e ouviu muito. Terminou o ‘quase’ monólogo não dizendo ‘nem que sim’ e ‘nem que não’. Bernal estava desconfortável, afinal Puccinelli o chamou de “ladrão” e ele teve que engolir o orgulho e se humilhar perante o inimigo.

Terceira:

O ex-prefeito Bernal que acabou com nossa Capital, está se vendendo por qualquer proteção. Não tem mandato e o Partido Progressista poderá cair nas mãos de qualquer um dos três deputados federais da nossa bancada: Elizeu Dionísio, Vander Loubet ou Tereza Cristina.

Quarta:

Esta semana promete ser de apuros e sobressaltos para o governador Reinaldo Azambuja. Ventos fortes de Brasília prometem agitar a Governadoria. Dizem que no olho do furacão está a delação da JBS/Friboi.

Quinta:

O calote da Secretaria de Saúde do Governo do Estado está acabando com os atendimentos nos hospitais regionais do Estado. Ponta Porã e Campo Grande já reduziram o atendimento. Agora o secretário de Saúde do Estado quer levar o atendimento para a regulação, diminuindo legalmente os atendimentos.

SEXTA:

A 30ª Promotoria de Justiça do Patrimônio Público e Social quer saber de onde saiu a grana que Bernal comprou o casarão da Maria Coelho. Ele jura que trocou pelo apartamento no Edifício Parque das Nações. Como morava no Jd. Paulista numa casa de R$ 103 mil reais, pular de lá para um apartamento de quase 2 milhões e do apartamento para uma casa de quase 5 milhões foi um milagre financeiro meteórico e inexplicável.

Sétima:

A CPI DO IMPCG vai investigar se os mais de R$ 110 milhões que existia no órgão não foi usado indevidamente pelo ex-prefeito Alcides Bernal. A origem e o destino do dinheiro será duramente rastreada pelos vereadores.

Oitava:

Sem-terra estão acampados à beira da fazenda pertencente a Eike Batista, próximo a Aquidauana. Existe uma lista no Incra com 24.200 pretendentes a terras, e 7 mil famílias acampadas ainda não catalogadas.

Nona:

Havia uma proposta que obrigava casas de repouso e asilos a manter médicos geriatras de forma permanente. O deputado federal Geraldo Resende adaptou o texto para que esse atendimento seja feito ‘uma vez por semana’. Mesmo assim, está difícil manter a atividade que parece fadada ao desaparecimento.

Décima:

Sem nada a ver e perdido no texto como cebola em salada de frutas, André Puccinelli foi citado ontem numa reportagem do Fantástico. A coisa foi tão rápida quanto esquisita, que já conversei hoje pela manhã com ‘dez’ pessoas bem informadas, mas ninguém soube dizer de onde tiraram a reportagem.

Amanhã eu volto.

Fuuuuuuuuuuuui.

Comentários

Comentários