As Dez Mais

Quinta-feira, 31 de agosto de 2017.

PRIMEIRA:

O Ministério Público queria dar um “castigo” no ex-deputado Ary Rigo, preso na Operação Antivírus, recolhido a uma cela do 3º DP. A ordem era deixá-lo no “xilindró” até sexta-feira, quando ele seria ouvido e liberado. Percebendo a intenção o advogado do ex-deputado entrou no TJMS liberando o cliente e deixando o MP só na vontade.

SEGUNDA:

Todos os presos da Antivírus que derrubou a cúpula do Detran, já estão na rua. Agora a ‘batata quente’ está no colo do Governador que precisa decidir o que fará com a caterva. Se mandar embora essa turminha braba corre o risco de descontentar o deputado terenense, que já estaria com o ‘pé no estribo’ para mudar de partido.

TERCEIRA:

Beto Pereira é o que se pode chamar de “viajante partidário”. Começou com Puccinelli, virou Delcídio, pulou para os braços do Azambuja e vendo que o governador vai de mal a pior, já estaria de olho noutro esquema político capaz de reelegê-lo.

QUARTA:

A campanha política do diretor-presidente do Detran, Gerson Claro, nem decolou. Sua prisão fez murchar a pretensa candidatura. Seria uma dobradinha dele com o deputado Beto Pereira. Como cortaram as asas do neo-tucano, agora é esperar pela demissão que não deve demorar para acontecer.

QUINTA:

Dizem que o esperto e milionário João Roberto Baird foi o “dedo-duro” do esquema do DETRAN. Como ele também corria o risco de ser preso, pegou seu jatinho da Embraer e sumiu para as praias nordestinas, deixando a “batata” assar na Capital.

SEXTA:

Percebendo a possibilidade de aquartelamento da PM e dos Bombeiros, com bateção de panelas defronte a governadoria que poderiam impedir o Governador de trabalhar, o “marketeiro-mor” Hermenegildo – vulgo Gildo – que ganha R$ 11 mil mensais, mandou publicar o ‘psicodélico’ decreto proibindo manifestações, acampamentos, buzinaços, panelaços e ajuntamentos no Parque dos Poderes. O decreto foi tão criticado que não sobreviveu à publicação e acabou revogado. Ficou um grave desgaste para o Governo. Gildo queria disfarçar a censura em atitude “ecológica”: para não espantar “tucanos”.

SÉTIMA:

O Correio do Estado tratou na sua edição de hoje a liberação dos envolvidos no escândalo do Detran como “Quadrilha”. Denunciou que os quadrilheiros faziam do Detran um raro balcão de ‘Negócios da China’.

OITAVA:

Tentando encher os cofres a qualquer custo o Governador mandou que fossem feitas ‘blitz’ contra os campo-grandenses, sendo prontamente obedecido pelo secretário de Segurança – que é deputado – e quer se reeleger. A ordem é arrancar dinheiro da população custe o que custar. Enquanto os cofres se enchem, o prestígio dos “tucanos” se esvaziam nas mesmas proporções.

NONA:

Terminou o período experimental da Difusora-FM 101.9. Ontem a Anatel fez rigorosa vistoria em todos os equipamentos da rádio constatando que o funcionamento está rigorosamente de acordo com o manual técnico da Agencia Nacional de Telecomunicações, recebendo a rádio o certificado definitivo de funcionamento. Os técnicos elogiaram a qualidade e o rigor técnico da montagem. A Difusora se reinventa aos 78 anos de existência.

DÉCIMA:

A Mega-sena acumulou de novo. Na extração de ontem as dezenas sorteadas foram: 04 – 09 – 07 – 34 – 42 e 60. Quina teve 80 acertadores pagando um premio de 41 mil reais. Quadra teve 6.686 acertadores com um premio de 716 reais para cada um. Próximo sorteio acontecerá sábado com premio de 50 milhões.

Amanhã eu volto.

Fuuuuuuuuuuuui.

Comentários

Comentários