As Dez Mais

Quinta-feira, 24 de agosto de 2017.

PRIMEIRA:

O presidente da ALMS, Junior Mochi (PMDB), ficou quietinho ontem, festejando discretamente seu aniversário. Não fosse uma foto no Facebook postada pelo ex–governador André Puccinelli, cumprimentando-o pelo aniversário e a data teria passado em branco.

SEGUNDA:

Segundo o deputado Paulo Correia (PR), o presidente do Paraguai já está com dinheiro em caixa para pagar metade da construção da ponte sobre o rio Paraguai, abrindo a Rota Bioceânica que ligará o Centro-Oeste ao Oceano Pacífico no porto de Antofagasta (Chile), passando pelo Paraguai, Argentina e o Chile.

TERCEIRA:

Informação equivocada sobre o contrato de R$ 52 milhões com o aluguel de máquinas pela Prefeitura de Campo Grande poderá ser derrubada junto ao TCE-MS. O volume é apenas uma reserva que eventualmente a administração possa utilizar contratando serviços até esse montante. Por enquanto as máquinas alugadas não ultrapassam um faturamento mensal de R$ 150 mil mensais.

QUARTA:

Entrevistado hoje no meu programa na FM-101.9, o Dr. Ricardo Ayache confidenciou que antes de se candidatar a governador em 2018 vai querer saber de números de uma pesquisa qualitativa para saber se é o perfil que se encaixa às necessidades de renovação política para a campanha de 2018.

QUINTA:

A CASSEMS foi escolhida pela revista Exame como uma das “100 Mais” empresas brasileiras, sendo genuinamente sul-mato-grossense. Uma posição dignificante no “ranking” das empresas nacionais. Exemplo de gestão impecável.

SEXTA:

Em Camapuã a prefeitura comandada pelo prefeito Delano de Oliveira Huber, virou o paraíso do nepotismo com nomeação de filhos, noras, esposas, periquitos e papagaios de seus aliados políticos. O Ministério Público o notificou antes de tomar providências mais drásticas. Camapuã nem parece pertencer a Mato Grosso do Sul.

SÉTIMA:

O Grupo de Alcoólicos Anônimos festeja amanhã, sexta-feira, seus 45 anos de existência. Nesse período tem lutado bravamente contra o chamado “primeiro gole”. Essa irmandade – que pouco espaço encontra na imprensa – merece toda a nossa atenção e respeito à sua existência e persistência em nossa sociedade.

OITAVA:

Com a ‘delação espontânea’ feita ontem pela JBS/Friboi à SEFAZ-MS, firma-se a conectividade entre o pagamento da propina ao Governador para que esses frigoríficos não fossem importunados durante o período em que sonegariam. O dinheiro, que está fazendo falta ao Estado foi parar em bolsos indevidos. A população torce para que os envolvidos sejam afastados e presos.

NONA:

Por mês 50 policiais militares pedem suas aposentadorias. Estão injuriados com o descaso administrativo dentro do atual governo. A corporação já sente a falta de 4 mil PMs e isso impacta diretamente na segurança pública estadual. O concurso para reposição dessas aposentadorias segue indefinido.

DÉCIMA:

O Dr. Alfredo Pinto de Arruda publica hoje um excelente artigo sobre o “Homem de Miranda”, nosso saudoso ex-governador Dr. Pedro Pedrossian. Arrudinha foi amigo, médico, secretário de Saúde e conviveu de forma amiúde com esse herói dos dois Estados. O artigo, que bem expressa o alto significado de Pedrossian para Mato Grosso e Mato Grosso do Sul, está de parabéns.

Amanhã eu volto.

Fuuuuuuuuuuuuuui.

Comentários

Comentários