As Dez Mais

Terça-feira, 15 de agosto de 2017.

PRIMEIRA:

Nos meios jurídicos e fora deles a conversa de hoje é a de que o CNJ – Conselho Nacional de Justiça, dará amanhã um duro veredicto para Mato Grosso do Sul no meio da nossa magistratura maior.

SEGUNDA:

O empresário Thiago Verrone vai pedir indenização por ‘danos morais’ contra o Ministério Público Estadual, alegando ter o órgão protegido a Solurb contra suas denúncias dela ter participado de uma licitação dirigida para ganhar o consórcio do lixo em nossa Capital. Ele disse ter sido barbaramente perseguido pelo Gaeco e pelo ex-Procurador Geral de Justiça, Humberto brites.

TERCEIRA:

Verrone denunciou em 2015 a “maracutaia” para que a Solurb vencesse o contrato do lixo nesta Capital e apresentou inúmeras provas, inclusive que a empresa já havia comprado e estacionado os caminhões coletores numa pedreira de propriedade de um dos sócios do grupo. Os caminhões foram adquiridos numa concessionária onde o sócio da Solurb também participava da sociedade.

QUARTA:

Verrone quer providências do Conselho Nacional do Ministério Público contra Humberto Brites e o promotor Marcos Alex Veras. Já foi inocentado por duas vezes da acusação de extorsão, e diz nas suas defesas, que as acusações visavam desacreditá-lo, de forma a beneficiar o consórcio que ganhou o longo contrato para recolhimento do lixo nesta Capital.

QUINTA:

A Polícia Civil luta de forma inteligente para deixar preso o pedófilo acusado de abusar, matar e sumir com o corpo do menino Kauan Andrade, de 9 anos. Existem pressões para tentar soltar o professor – que está preso – e que responde pela acusação de 8 estupros. As hipóteses são muitas, inclusive que ele tenha esquartejado e enterrado o corpo do menino em vários lugares diferentes. As buscas continuam. A opinião pública luta com a Polícia para que justiça seja feita.

SEXTA:

Na Rede Municipal de Ensino da Capital, Creches e Ceinfs continuam sem os hortifrutigranjeiros das merendas. Pior: Merendas estão sendo feitas sem tempero porque está faltando alho e cebola. A Secretaria de Educação reconhece o momento e culpa a burocracia e os entraves deixados pela administração anterior.

SÉTIMA:

No Rio de Janeiro o enfrentamento entre bandidos e tropas federais continuam. A estátua do falecido Michael Jackson, no Morro Dona Marta, que fica na parte alta da favela onde ele gravou cenas de um clipe em 1996, amanheceu com um fuzil à ‘tiracolo’. “A polícia culpa a quadrilha do bandido ‘Mãozinha” – Marco Pollo de Lima Santos – preso dia 27 último. A imagem do ídolo com fuzil viralizou na internet.

OITAVA:

Em Paranaíba um filho saudoso, foi domingo ao cemitério, violou o túmulo do pai e roubou o crânio do cadáver, passando a exibi-lo pelos bares da cidade até que acabou preso. Ele e o crânio foram levados para a Delegacia onde ficou constatado que o filho violador de túmulo não ‘bate bem das idéias’ e por isso acabou liberado. O crânio foi devolvido  ao cemitério.

NONA:

Ex-terceirizados da Seleta já podem sacar a partir de hoje no Bradesco suas verbas rescisórias. A informação é do secretário de Planejamento e Finanças Pedro Pedrossian Neto. Serão 2.500 ex-funcionários que tiveram suas situações trabalhistas resolvidas perante acordo no Tribunal Regional do Trabalho. O depósito feito na sexta-feira é de 1,2 milhão de reais.

DÉCIMA:

Briga por causa do preço de cerveja, numa churrascaria desta Capital, continua nos noticiários. Uma jovem de 22 anos, foi ao local com sua ‘namoradinha’ de 21 anos, e se sentiu ‘agredida’ por um funcionário e pelo preço diferenciado que cobraram a cerveja do casalzinho. A discussão acabou na polícia sob acusação de homofobia.

Amanhã eu volto!.

Fuuuuuuuuuui.

Comentários

Comentários