As Dez Mais

Sexta-feira, 07 de Julho de 2017.

PRIMEIRA:

A FETEMS vai se reunir hoje com o Governador para pedir à ele que cumpra o estabelecido em lei a respeito do piso salarial dos professores. Foi o que disse no meu programa, nesta manhã o Prof. Jaime Teixeira, presidente eleito da entidade.

SEGUNDA:

Falando em salários o SINPOL continua brigando pelo reconhecimento salarial não obtido até agora pelo atual governo estadual. Segundo Giancarlo Miranda, se não houver reconhecimento o movimento, que não é político, poderá adquirir outros rumos.

TERCEIRA:

A Aquário do Pantanal continua sendo o grande enigma para o atual Governador. A obra não saiu do lugar e está se deteriorando. Como a Natureza não espera, os peixes começaram a se reproduzir. Puccinelli já disse que se o Governador não terminar a obra, ele voltará em 2018 para terminá-la.

QUARTA:

O senador Pedro Chaves havia garantido que desarquivaria o pedido de cassação feito pelo senador Randolfe Rodrigues, do partido Rede, pedindo a cassação de Aécio Neves. Surpreendentemente Chaves mudou de idéia, voltou atrás e acabou votando pela permanência de Aécio. Esse é o chamado ‘espírito de corpo’ que faltou em relação ao ex-senador Delcídio.

QUINTA:

No Senado todo mundo tem hoje a consciência que Delcídio do Amaral foi injustiçado. Ele teria sido uma espécie de ‘boi de piranha’, atirado aos leões por algo tão banal. Perto da cassação negada a Aécio Neves, o que Delcídio fez não foi nada. Cassá-lo foi um ato de covardia.

SEXTA:

A equipe exclusiva de delegados, mantida pela Polícia Federal em Curitiba-Pr, para investigar a ‘Lava Jato’ foi desfeita. Cada delegado foi mandado para uma superintendência. A posse de Raquel Dodge, substituta de Rodrigo Janot, poderá ser a ‘pá de cal’ na investigação que se desgastou pelo tempo.

SÉTIMA:

Na nossa Assembléia Legislativa, a chamada CPI DA JBS já apelidada por CPI MORTADELA, se arrasta com uma novidade a cada dia. Enquanto documentos ‘vão e voltam’, a torcida é para que o STJ não resolva tomar providência e o tempo se encarregue de sepultar as delações dos Irmãos Batistas.

OITAVA:

O TJMS impediu a prefeitura de Campo Grande de exigir o pagamento da COSIP pelos seis meses que a cobrança ficou suspensa. O valor adicional, que já consta na conta dos consumidores, não poderá ser cobrado.

NONA:

O tombamento de um rolo compressor de 24 mil quilos na obra da Mato Grosso com a Via Park, foi um livramento. O operador desviou a máquina desgovernada por falta de freios evitando que ela esmagasse qualquer veículo. Por sorte a máquina tombou e não matou o operador. A falta de conservação em equipamentos precisa ser alvo das atenções do Ministério Público do Trabalho.

DÉCIMA:

Um travesseiro massageador elétrico matou ontem em Campo Grande uma consumidora. Ela tomou um choque tão grande direto na cabeça que seu coração parou. A fatalidade não deve ser a primeira no Brasil. É bom ficar alerta com essas ‘bugigangas’ chinesas.

Segunda-feira eu volto.

Fuuuuuuuuuuuuuuuui.

 

Comentários

Comentários