As Dez Mais

Sexta-feira, 02 de junho de 2017.

Primeira:

A Maternidade da Cândido Mariano, em Campo Grande, fechou hoje “dez” leitos da UTI-Neonatal. O Governo do Estado deixou de pagar a conta que está em R$ 2 milhões de reais.

Segunda:

Falando em repasses: “Eu perguntei ao administrativo da Maternidade da Cândido Mariano “Como estavam os repasses da Prefeitura de Campo Grande à Maternidade da Cândido Mariano”. A resposta foi: “Estão pagando em dia”. De quebra ainda deram um elogio rasgado ao prefeito Marquinhos Trad.

Terceira:

Dizem que a AGEPEN entrou na Era da “arapongagem”. Órgãos de imprensa e alguns funcionários estariam sendo grampeados clandestinamente pelo “serviço de deduragem”. Querem saber quem são os responsáveis pelos “vazamentos” de informações.

Quarta:

A “arapongagem” clandestina hoje um ato antigo, ilegal e criminoso. Coisa de “aloprado”. As precauções são descabidas. Nosso governador deve ser o único do País que manda os visitantes “deixar celular na antessala” com medo de ser gravado. Parece coisa de quem tem culpa no cartório.

Quinta:

O governo estadual padece da ‘confiança excessiva’. A ordem é segurar a “bronca”. Ontem o prestigioso site MIDIAMAX publicou que Márcio Monteiro disse “confiar plenamente no superintendente da SEFAZ-MS, Lauri Luiz Kener”. Confiança idiota. Lauri foi gravado pelo dono do Curtume ‘Braz Peli’ recebendo R$ 100 mil de propina.

Sexta:

O Governador também padece do chamado “excesso de confiança”. Tinha confiança “cega” no seu ‘amigo do peito’ Sérgio de Paula, ex-chefe da Casa Civil. Foi só elogiar o amigo que mostraram o vídeo dele, com Polaco e o Lauri se chafurdando na corrupção. O governo virou um ‘cordão de caranguejos’. Puxa um, vem a fieira.

Sétima:

Lá pras bandas de São Gabriel D’Oeste a “Festado Leitão no Rolete” que é tradicionalmente promovida no mês de Julho corre o risco de não acontecer neste ano. Ela era promovida pela Cooasgro, mas as coisas se apertaram pras bandas da Cooperativa e tem alguém pensando em “terceirizar” a festa.

Oitava:

Encontrei no almoço de ontem meu amigo Fernando Soares que teceu elogios rasgados à Difusora-FM 101.9, e sobre o dinâmico e respeitado artista gaúcho Zé Alexandre. Pra terminar a conversa, de tão feliz que ficou com a nossa presença resolveu enfiar a mão no bolso e pagar o almoço no ‘Gastão’, da Hiroshima. Gente fina é outra coisa.

Nona:

Se o governador pensa que vai dormir sossegado passando o segundo ano sem dar aumento ao funcionalismo, pode esperar que vai haver ‘bateção de panela’. Ninguém se conforma com o ‘Reajuste Zero’, até porque, as denúncias de corrupção sobre a Secretaria de Fazenda está na ‘boca do povo’.

Décima:

O PDT vai mesmo convidar o juiz federal Odilon de Oliveira para ser candidato a governador em 2018. Para isso, o partido espera que o juiz se aposente. Há quem diga que Odilon é até um bom nome, só que ‘não forma grupo’. Também acho.

Segunda eu volto!

Fuuuuuuuuuuuuuui.

Comentários

Comentários