As Dez Mais

Quinta-feira, 01 de Junho de 2017.

Primeira:

No ar desde as 22:25 de ontem a DIFUSORA PANTANAL FM-101.9MGz. Ainda estão sendo feitos ajustes, mas o ‘feedback’ dado pelos ouvintes de Campo Grande e Região é de excelente recepção sonora, e todos elogiando a programação que ainda sofrerá ajustes técnicos.

Segunda:

Em seis dias dois PMs morreram supostamente por suicídio. Ontem foi encontrado morto em Três Lagoas, um subtenente que fazia tratamento de câncer. Dia 25 último encontraram morto – também por suicídio – Sgt° Mário Alves Souza (48), também com um tiro na cabeça. PMs sofrem de abalos psicológicos devido a várias causas: mal salários, falta de assistência psicológica e problemas de saúde. A PM mantém o Fundo de Assistência Feminina, através de doações dos próprio militares que é um ‘pingo d’água’ no oceano de descaso.

Terceira:

Pesquisa encomendada por certo órgão de imprensa só circulou ontem mostrando a baixa popularidade do presidente Michel Temer. Evitou falar sobre a situação política na capital, isto porque os números de avaliação de Reinaldo Azambuja (PSDB), estão pouca coisa melhor que os de Temer. Por outro lado, os números de avaliação do prefeito Marquinhos Trad (PSD) contando o ótimo, bom e regular, está batendo na casa dos 84%.

Quarta:

Hoje é dia de eleição na Fetems. Chapa única. Prof. Jaime Teixeira para presidente e Profa. Sueli Veiga Melo como vice. A eleição não afetou as aulas. São 25 mil eleitores em todo o Estado. A votação começou às 8 com encerramento previsto para 18 horas. 50% da chapa é composta por mulheres.

Quinta:

Quem está triste com seus companheiros e colegas políticos é o Dr. Jamal. Se queixa que “Estão colocando ele pra escanteio tudo o que podem”. Jamal foi: amigo, companheiro e leal. Nunca traiu sua base, mas como dizia Getúlio Vargas: “Político ama trair, mas a política detesta traidores”.

Sexta:

O Ministério Público viu que “pisou no tomate”, voltou atrás e disse que irá investigar o Governador Reinaldo Azambuja quanto as denúncias feitas na ‘delação premiada’ do dono do Frigorífico Friboi. Atrás do MPE deverão vir outras entidades entre elas a OAB/MS. Se isso acontecer, Azambuja pode dar dois adeus: Ao sossego e à reeleição.

Sétima:

Ontem, nos corredores da Assembléia a conversa era de que o governador Azambuja (PSDB) e o dono do Curtume Berger residem no mesmo prédio. Perguntavam entre si, como seria o encontro entre ‘delatado e delator’. Corrigindo essa informação: “Eles moram em prédios próximos”. Só isso.

Oitava:

Tem muita gente brigando e criando ‘arenga’ com o Promotor Sérgio Harfouche por causa da sua Lei que impõe disciplina no ambiente escolar. Cada um dá um pitaco diferente, mas ninguém diz que o melhor colégio desta Capital, com as notas mais altas e alunos melhores posicionados em disputas, gincanas e vestibulares é o Colégio Militar. Disciplina rígida, alunos e pai felizes, professores valorizados e satisfeitos.

Nona:

Sérgio de Paula está cada vez mais enrolado com denúncias de propinas que causaram prejuízos milionários ao caixa da Secretaria de Fazenda do Governo do Estado. Existem 6 horas de gravação do Sérgio “negociando” com suas vítimas. O atual governo luta para não passar à história administrativa deste Estado como o primeiro ‘governo marrom’ a ser implantado em Mato Grosso do Sul. O povo espera que o Ministério Público apure as responsabilidades e faça a sua parte.

Décima:

Servidores estaduais em ‘pé-de-greve’. Pelo segundo ano consecutivo Azambuja (PSDB) deu reajuste “zero’ para o funcionalismo. Seria aceitável e compreensível face aos problemas financeiros do Estado, mas a “roubalheira” que se instalou no Governo, onde só se fala em milhões de reais desviados, colocou um “bode” na sala do Azambuja, que poderá enfrentar daqui pra frente: greves e paralisações.

Amanhã eu volto.

Fuuuuuuuuuuui.

Comentários

Comentários