As Dez Mais

Quarta-feira, 31 de maio de 2017

Primeira:

Todo mundo comentando o fato do vereador Antonio Cruz (PP) ter sido cedido para trabalhar no hospital dele mesmo. Essa velha prática de extrair o máximo do Poder com o mínimo é que tem irritado a população.

Segunda:

Em Ponta Porã a Receita Federal está fazendo a chamada ‘Operação Padrão’. Dos 80 caminhões por dia, que eram liberados pela aduana brasileira, apenas 25 estão sendo liberados. Isso provoca fila imensa e irritação compreensível em quem precisa de um simples carimbo para prosseguir.

Terceira:

Pesquisa Nacional revela que em Mato Grosso do Sul 71% dos casos de abandono aos estudos durante o período noturno se deve à violência reinante nas ruas e insegurança de quem estuda. É um dos maiores índices do país.

Quarta:

Duas administrações com cabeças e resultados diferentes. Enquanto o Governo do Estado apresenta um ‘déficit’ de 346 milhões de reais, a Prefeitura de Campo Grande registra ‘superavit’ de 371 milhões. Isso explica as doloridas dores “lombares” do Governador.

Quinta:

O pecuarista Zelito Ribeiro que estava lotado na Casa Civil do Governo do Estado, amigo e sócio do Polaco que virou figura principal do escândalo de fraude do ICMS, foi demitido do serviço público. A exoneração já saiu no Diário oficial.

Sexta:

Hoje é o Dia Mundial sem tabaco. O fumando está considerado neste século XXI como um ser desprezível, malcheiroso, cheio de desamor próprio, doente e marginalizado. Mas mesmo assim, apesar de todos os riscos e de estar botando ‘pra dentro’ 5 mil substâncias tóxicas, deixar de dar uma tragadinha é muito difícil.

Sétima:

Dia de silêncio e vácuo nas ondas do rádio. Desligada ontem após 78 anos de muita atividade radiofônica, a super Rádio Difusora se prepara para estar no ar amanhã, mas é possível que, a partir das 22 horas de hoje os ouvintes já ouçam os primeiros acordes da nova rádio em FM. O tempo está chuvoso, mas o serviço não parou.

Oitava:

O apresentador do programa ‘The Noite’, Danilo Gentilli está de volta às manchetes. Recebeu uma ‘notificação’ de uma deputada, enfiou a correspondência na cueca, amassou e rasgou o papel, enfiou de volta num envelope e devolveu à remetendo dizendo: “Correspondência com cheiro de saco”. Vejam a que “nível” está chegando o humor brasileiro.

Nona:

Ontem o site MIDIAMAX colocou no ar a conversa entre o ex-chefe da Casa Civil do Reinaldo, Sérgio de Paula com o dono do Curtume Berger. Falam nas “Meninas da Tetê” em Aquidauana, e o Berger pede para que ele “proteja” a atividade deles dentro do Governo. Sérgio manda Berger procurar o Polaco que é o homem que “resolve tudo”. Isso deixou novamente o Azambuja em maus lençóis, porque disse que confiava no Sérgio de Paula. Minha nossa.

Décima:

A SEJUSP atribui a queda do índice de criminalidade em Campo Grande, nas regiões do Bandeira, Central e Lagoa à aquisição de um helicóptero. O ‘Harpia 01’ voou em um mês 39 horas e 2 minutos, das quais 21,5 em policiamento preventivo e 17,7 em apoio policial no interior. Essa brincadeira cara precisa ter custo conhecido, mas quando se pergunta sobre isso o pessoal cai num mutismo danado.

Amanhã eu volto.

Abraço.

Fuuuuuuuuui.

Comentários

Comentários