As Dez Mais

Quarta-feira, 24 de maio de 2017.

PRIMEIRA:

A ordem no governo estadual é não confiar nem na mãe. Ontem, numa reunião do governador com deputados estaduais, foi exigido que todos se livrassem dos celulares. Foi uma humilhação dos deputados dentro da própria Casa.

SEGUNDA:

A ordem no governo estadual é fazer tudo parecer normal. Na entrega de viaturas o comando dos Bombeiros “exigiu” que todos que estavam em serviço estivessem presentes.

TERCEIRA:

O secretário de Segurança Pública, deputado Barbosinha, também exigiu que policiais Civis estivessem presentes na entrega de viaturas. Quem deixou de ir, sem motivo, vai pagar pau.

QUARTA:

Vozes do Planalto estão dizendo que o STJ vai investigar o Governador Azambuja (PSDB). Por conta disso a vice-governadora Rose “nada” Modesto já mandou cortar o terno e está conversando sobre a possibilidade de ter que assumir a ‘bagaça’.

QUINTA:

Dizem que leis, horóscopos e colunas sociais são como salsichas: melhor não ver como são feitas. Ontem a famosa coluna “Diálogo” da Ester, publicou como “aniversariante” do dia o ex-desembargador Josué de Oliveira, nosso saudoso “Jotinha”, falecido dia 02 de junho do ano passado.

SEXTA:

O deputado federal Paulo Maluf (89) foi condenado a 7,9 anos de “cana” e à perda do mandato, pela lavagem de US$ 179 milhões de dólares. Mas a condenação só entrará em vigor daqui a 60 dias. Mas ele irá recorrer e tudo pode acabar em pizza. Não se esqueçam que isto aqui é Brasil.

SÉTIMA:

Tá virando moda o “recall” de desculpas e perdões dos políticos que caem em desgraça. O primeiro a fazer a chamada “meã culpa” foi o deputado federal Ônix Lorenzoni. O segundo foi o senador Aécio Neves (PSDB). A bandidagem acusa os Irmãos Batista (JBS) pela “bandidagem” de tê-los denunciado.

OITAVA:

A novela do Sr. Medina continua se arrastando. O problema era o tal “grampeador’ que foi comprado. A operação de reversão de colostomia estava marcada para ontem, mas foi adiada para a próxima terça-feira. Por enquanto, nada a comemorar.

NONA:

O secretário de Fazenda Márcio Monteiro está sendo investigado pelo Ministério Público por conceder incentivos à empresa Gama Comércio de Importação de Exportação de Cereais, por meio de um “contrato de gaveta”. A empresa recebeu incentivos de dedução de 80% de ICMS. A denúncia-crime consta de pedido de devolução de dinheiro aos cofres públicos estaduais. O acordo investigado foi assinado por Monteiro e por Gilmar Toniolli com firma reconhecida em cartório. Monteiro é aliado de Azambuja (PSDB), e consta das denúncias da JBS.

DÉCIMA:

A super Rádio DIFUSORA AM-1240KHz, vai se apagar no próximo dia 30 à meia-noite, dormir todo o dia 31 ‘fora do ar’ e voltar à vida dia 1º de Junho como FM-101.9. Fácil de pegar, longo alcance, o melhor som stéreo, programação ao gosto da maioria. É a realização de um sonho que levou 77 anos para ser realizado, e que vai virar realidade. Inauguração oficial marcada para 25 de junho.

Amanhã eu volto.

Fuuuuuuuuuuuuuuui.

Comentários

Comentários