AS ’10’ MAIS

Quinta-feira, 24 de Setembro de 2015.

1ª)

Como quem não queria nada, o PMDB cobrou 5 ministérios para selar a paz com a presidente Dilma, e entre eles o poderoso, biliardário Ministério da Saúde. Entre os nomes cogitados de primeira hora, apareceu um na ‘regra três’ que fala diretamente aos sul-mato-grossenses: André Puccinelli.

2ª)

André não confirmou, mas também não desmentiu que tenha sido sondado para ser ministro da Saúde do Brasil. O ‘italiano’ está de mal com a imprensa e fugindo dela como o diabo foge da cruz.

3ª)

Enquanto isso, na Prefeitura de Campo Grande, todo mundo está andando pisando em ovos. Não se sabe se Bernal ficará em definitivo ou se algo poderá acontecer vindo de Brasília. Essa incerteza deixa os nomeados sem iniciativa, e muita gente declinando de convites, não permitindo que a administração encontre um rumo.

4ª)

A incerteza palaciana na Prefeitura reflete em todos os setores. Ninguém quer mais pagar impostos. A Solurb que voltou funcionar depois de 12 dias em greve, ameaça novamente paralisar a coleta caso não veja a cor do dinheiro municipal. Aliás, quem quer parar não é a empresa: são os funcionários, que agora pela manhã discutiram essa possibilidade.

5ª)

A alta do dólar está deixando todo mundo preocupado e com razão. Imaginem que as empresas de ônibus pretendem novo aumento agora para outubro, e não tem jeito de segurar essa barra. Os preços de peças e combustíveis explodiram e as gratuidades não permitem redução nas tarifas. Como do couro sai a correia, andar de ônibus pode e vai ficar mais caro.

6ª)

Conversei esta manhã com o deputado estadual Marquinhos Trad. Ele me garantiu que não fica no PMDB nem com ‘reza braba’, e que seu caminho futuro será no PL ou no Solidariedade. Pra ele, o PMDB foi um rio que passou na sua vida.

7ª)

O jogo político está travado com Mário Cezar que ‘nem Ford e nem sai de Simca’. Se ele renunciar a presidência da Câmara o jogo recomeça e a vida segue. Flávio Cesar terá que convocar nova eleição para a Casa, e ele voltará à vereança. A partir daí as coisas mudam.

8ª)

Ter cometido ‘improbidade administrativa’ é uma qualidade que potencializa nomeações com Alcides Bernal. Aliás, ele próprio está condenado por isso e com bens bloqueados pela Justiça Federal por ter desviado dinheiro federal da Merenda Escolar. Amilton Cândido de Oliveira e Gustavo Freire foram nomeados por Bernal: O primeiro para a Infraestrutura e o segundo para a Secretaria de Governo.

9ª)

Em Pedro Juan Caballero, no Paraguai, a crise pegou geral. Lojas estão fechadas, povo desempregado, gente passando fome. É um retrato cruel no comércio da fronteira. Na Casa China já houve dispensa de funcionários. O único setor que continua funcionando bem é o de venda de armas e munições, e nem é necessário dizer ‘por que’.

10ª)

As operadoras de telefonia estão procurando uma formula de barrar os aplicativos de smartphones. É que o número de pessoas falando aos telefones está cada vez maior. Enquanto o número de usuários dos aplicativos sobe, os usuários de telefones descem. Telefones fixos então nem se diga: nas residências estão à beira da extinção.

Amanhã eu volto.

Fuuuuuuuuuuuui

Comentários

Comentários