As ’10’ Mais

Sexta-feira, 11 de Setembro de 2015.

1ª)

O ex-governador Puccinelli (PMDB) chegou a Gaeco nesta manhã como a grande estrela da festa. Fez uma entrada triunfal e ironizou o “cafezinho” com os promotores dizendo que ‘só toma capuccino’.

2ª)

Puccinelli disse que não era contra nem a favor da queda de Bernal, muito pelo contrário. No seu depoimento disse também que “Bernal é o seu maior cabo eleitoral” o que significa que, quanto pior for a atual administração de Campo Grande, mais Puccinelli estará lembrado pelo povo campo-grandense.

3ª)

Nelsinho Trad esteve trabalhando duro lá pras bandas do sul do Estado. Está montando o PTB e afinando o partido para 2016. Falou ontem à tarde comigo e disse estar feliz pelos resultados obtidos.

4ª)

Já são 3 dias sem coleta de lixo na Capital e esse mal se potencializa com a chuva que está arrastando o lixo para dentro das galerias de águas pluviais e córregos. Segundo os cálculos, Campo Grande já está com 1,2 toneladas de lixo em suas calçadas. A Solurb permanece em greve e só voltará quando a prefeitura pagar os 23,8 milhões que deve.

5ª)

O prefeito Bernal decretou ‘moratória’ de 90 dias. Não vai pagar fornecedores e usará do direito de permanecer durante ‘três meses’ sem pagar ninguém. O ruim desse calote, é que os fornecedores não mais entregam mercadorias caso não sejam pagas à vista. Um fornecedor me disse que: “É dinheiro pra cá, mercadoria pra lá”.

6ª)

O governador Reinaldo Azambuja não está nada contente com o comportamento dos donos de postos de combustíveis. O governo fez sua parte, reduziu de 17 para 12{d124abb9778216420301f7a7fdee54f2d809ca471a8d69088da1a3e9d609e3df} o ICMS e diminuiu a pauta, tudo para baratear o diesel, mas comerciantes do produto cresceram o olho e os descontos não chegaram aos consumidores. Isso mostra que essa regalia está com os dias contados.

7ª)

Falando em combustíveis, o deputado Barbosinha fez ontem uma ‘audiência pública’ para saber se a guerra de preços da gasolina nos postos desta Capital, estaria sendo financiada pelos altos preços praticados no interior onde um litro de gasolina está custando quase 4 reais.

8ª)

Ontem foi dia de mais baixaria na Câmara de Campo Grande. O vereador Carlão, que segundo dizem sofre com a ‘síndrome do pavio curto’ foi pra cima da provocante Luiza Ribeiro que queria saber notícias do “Goiano”. Irritado, Carlão chamou-a de ‘catraquinha’. O tempo esquentou, mas no final, entre mortos e feridos escaparam todos, especialmente com o presidente da Casa botando panos quentes, mandando a orquestra tocar alto, e fazendo os dois se desculpar um com o outro.

9ª)

Usando das prerrogativas de ser vice-governadora do Estado, a ex-vereadora Rose Modesto, citada no relatório do Gaeco, foi ouvida na investigação na séde da SEJUSP, e disse que “cassou mesmo o prefeito Bernal por ele ter cometido clamorosa falha administrativa, inclusive pela ‘improbidade administrativa’ e citou o fato do Ministério Público Federal que bloqueou os bens do prefeito reconduzido ao cargo por desvio de verba federal destinada à compra de Merenda Escolar”.

10ª)

Ainda não se sabe o nome da funcionária do Posto de Saúde do bairro Tiradentes, filmada tratando pessoas sem a menor educação. A gravação está rodando pelas redes sociais, rádios e televisões. Há quem diga que, pela sua maneira deseducada de se comportar, provavelmente ela deverá ser chamada na Secretaria de Saúde da Prefeitura e “promovida”, o que não é de se duvidar.

Segunda eu volto.

Fuuuuuuuuuuuuui.

Comentários

Comentários