AS ‘10’ MAIS

Terça-feira, 03 de Outubro de 2015.

1ª)

Dia 5 (quinta-feira) o TSE colocou na pauta de julgamentos o recurso do vereador Paulo Pedra que procura anular a sentença de cassação por compra de votos. Além dos bons advogados ele – que é filho de Santo – tem ‘firmado o ponto’ com seus Orixás.

2ª)

Outro que também tem acendido vela pra ‘Deus’ e o ‘Diabo’ é Alcides Bernal que caminha no ‘fio da navalha’. Seu destino está nas mãos da Desembargadora Tânia Borges. Se escapar daqui pode não escapar da guilhotina que pode rolar de Brasília.

3ª)

O PSD pode mudar de mãos novamente em nosso Estado. Um tal Arnoldo Wald tem ‘cutucado’ em Brasília tentando tomar o partido para entregá-lo às mãos de Omar Ayoub, ex-presidente do Rádio Clube.

4ª)

Primo de deputado, imaginando-se “autoridade” tem metido a mão nas portas e entrado como furacão na Governadoria, desrespeitando secretárias e impondo uma autoridade que não lhe cabe. Isso porque é apenas ‘primo’ de deputado…

5ª)

O clima na Assembléia Legislativa não é do melhores para o governo estadual. Deputados são contra o ‘tarifaço’ de impostos para cobrir um rombo de quase 500 milhões em 2016. Tem deputado ‘quebrando coquinho’ no bico. Há quem garanta que se o aumento passar vai passar apertado.

6ª)

O vazamento de gravações do GAECO para a imprensa continua, mas isso pode estar com os dias contados. Aliás, dizem que até o promotor Marcos Alex Vera estaria com seus ‘dias contados’ no comando do órgão.

7ª)

Alcides Bernal virou o maior ‘cabo eleitoral’ de Nelsinho Trad. Sua má administração está provocando um saudosismo na população. Eleitores de Nelsinho já criaram até o movimento “Fica Bernal”.

8ª)

Valdir Gomes, que foi muito prestigiado na administração de Gilmar Olarte foi só o prefeito ser afastado que já caiu nos braços do sucessor. Valdir confessa todo sorridente aos seus amigos que “Quem tem ‘madrinha’ não morre pagão”.

9ª)

A parcialidade do GAECO na conduta da quase falida ‘cofee-break’ tem irritado vereadores e os maiores e mais respeitados advogados desta Capital. Eles teriam se reunido para traçar a estratégia de levar para Brasília os desmandos do órgão e a denúncia de como a investigação vem sendo conduzida ignorando a existência do contraditório.

10ª)

Pelas ruas e avenidas da Capital voltaram aparecer inscrições que precisam ser decodificada. Elas dizem que ‘O bicho controla o Bernal’. Não se sabe ‘quem é o bicho’ mas o ‘bicho’ tá pegando.

Amanhã eu volto.

Fuuuuuuuuuuui.

Comentários

Comentários