AS ’10’ MAIS

Quarta-feira, 28 de Outubro de 2015.
1ª)
Hoje é ‘Dia do Servidor Público’. Nossa homenagem à esses profissionais. Os da Prefeitura de Campo Grande não tem nada a comemorar.
2ª)
Ninguém disse nada até agora, mas Gisele Paes Barbosa, filha do então poderoso Ivan Paes Barbosa, perdeu o cartório do 5º Ofício. Ela foi a última a entregar o cartório de volta ao TJMS. Estava se sustentando sob uma liminar.
3ª)
A jovem Tatiane Macedo de Carvalho, 22 anos, fiscal do Enem que morreu vitimada por um infarto agudo do miocárdio, foi socorrida pelo SAMU e levada para o Posto de Saúde do Tiradentes, onde permaneceu 45 minutos jogada numa maca sem assistência médica. O fato foi denunciado ontem no intervalo dos ‘Dez Mandamentos’ pela jornalista Ellen Genaro, na Record.
4ª)
A Prefeitura de Campo Grande fecha o ano com um rombo de 210 milhões em suas finanças. Embora Bernal garganteie que tem 33 milhões em caixa isso não é nada diante da necessidade em pagar salários e o décimo-terceiro aos servidores.
5ª)
O Ministério Público Federal mandou ontem bloquear as contas e os bens de Alcides Bernal e do vereador José Chadid, que em 2013 era secretário de Educação da prefeitura, por desvio de R$ 1,9 milhão de verba federal que deveria ter sido aplicada na compra de merenda escolar para 115 mil alunos da REME.
6ª)
Quem está no maior ‘perrengue’ são os servidores da SEMED. A empresa que fazia limpeza foi dispensada. Os banheiros estão infectos e não tem nem papel higiênico.
7ª)
Bernal pirou de vez. Foi à Câmara, meteu o dedo na cara dos vereadores, chamou todo mundo de ‘moleque’ e desafiou-os à cassá-lo novamente. Motivo para nova cassação já existe: A pegada de ontem do Ministério Público Federal.
8ª)
Só 8{d124abb9778216420301f7a7fdee54f2d809ca471a8d69088da1a3e9d609e3df} do povo brasileiro aprova o governo Dilma. 70{d124abb9778216420301f7a7fdee54f2d809ca471a8d69088da1a3e9d609e3df} torcem para que ela vá ‘pra tonga da mironga do kabuletê’. A pesquisa é da CNT.
9ª)
O prédio da antiga rodoviária que é um ‘perigo a céu aberto’ finalmente foi interditado pelo Corpo de Bombeiros. Depois de quase 40 anos, o local virou um antro de marginalidade e não oferece qualquer segurança aos seus frequentadores. O local decadente possui 216 salas, das quais só 66 estavam funcionando.
10ª)
Embora o campo-grandense esteja rodeado pelo caos na saúde, educação, vias públicas, etc, existe um local onde as reclamações contra Bernal são zero: os cemitérios. Lá ninguém está reclamando de nada. 83 mil pessoas deverão visitar seus mortos no próximo Finados. Há quem diga, que os visitantes vão reclamar muito do que vão encontrar, com exceção dos cemitérios particulares.
Amanhã eu volto.
Fuuuuuuuuuuuuuui.

Comentários

Comentários