As ’10’ Mais

Quarta-feira, 16 de Setembro de 2015.

1ª)

O ex-governador de Mato Grosso Silval Barbosa (PMDB) e mais dois ex-secretários de Estado: Pedro Nadaf e Marcelo Souza de Cursi, tiveram suas prisões decretadas devido investigações da ‘Operação Sodoma’. Estava montado um esquema para prendê-los, mas o ex-governador conseguiu fugir.

2ª)

O governador Reinaldo Azambuja (PSDB) e o prefeito de Ponta Porã Ludimar Novaes, decretaram luto oficial de três dias pelo assassinato do ex-deputado estadual e ex-deputado federal Oscar Goldoni. O corpo dele está sendo velado na Prefeitura e será sepultado às 16 horas.

3ª)

O TRF 1ª Região, condenou o deputado estadual João Grandão, do PT, a 11 anos e 10 meses de prisão em regime fechado, pelos crimes de corrupção passiva, quadrilha, lavagem de dinheiro, fraude, frustração do caráter competitivo de procedimento licitatório. Grandão caiu na ‘Operação Sanguessuga’ em 2006, esquema fraudulento de fornecimento de ambulâncias e veículos escolares à prefeituras. Grandão disse que irá recorrer da sentença.

4ª)

A Câmara de Campo Grande entrou com recurso que pode afastar o prefeito reconduzido pelo TJMS Alcides Bernal do cargo. Ele e seu super-secretário Paulo Pedra foram visitar o Legislativo hoje pela manhã, mas o ambiente que encontraram foi de ‘poucos amigos’. Dos 29 vereadores, apenas 4 acreditam na permanência do prefeito.

5ª)

O CNJ está de olho na intromissão política dos desembargadores do TJMS que afastaram o prefeito Gilmar Olarte do cargo e deram posse para o prefeito cassado Alcides Bernal. Há quem diga da ‘existência de responsabilidade dos desembargadores no feito’, e que, apuradas as responsabilidades, pelo menos dois deles poderão ‘vestir o pijama’ mais cedo.

6ª)

A Solurb não irá cumprir a determinação judicial de 1ª Instância que mandou a empresa voltar a recolher o lixo da Capital, sob pena de multa diária. A Solurb não tem dinheiro para pagar seus funcionários e a Prefeitura não quer honrar o compromisso mensal pactuado em contrato. Campo Grande continua mergulhada no lixo.

7ª)

Das 79 cidades de Mato Grosso do Sul, apenas uma delas está em dia com as suas contas salários de seus servidores: Corumbá, administrada na medida pelo prefeito e ex-deputado Paulo Duarte. Paulinho trás a contabilidade municipal na ponta do lápis. A Assomasul reconheceu abertamente que Corumbá é, neste instante, um exemplo de cidade bem administrada em tempos de crise.

8ª)

Só dois deputados federais aprovam a criação da CPMF: Gerando Resende e Zeca do PT. Vander Loubet joga no time dos indecisos. Contra a criação desse novo flagelo estão: Carlos Marun, Tereza Cristina, Luiz Henrique Mandetta e Dagoberto Nogueira.

9ª)

O super-secretário do prefeito Bernal, vereador Paulo Pedra, é quem está com a força da caneta. Já nomeou 4 secretários municipais, mas ainda não conseguiu encontrar um secretário de Educação. A bucha da REME não anima ninguém porque é um barril de pólvora prestes a explodir. Ainda bem que os professores apostam na capacidade administrativa de Bernal.

10ª)

Comenta-se que Pedra tem garganteado em Rochedo – para onde vai constantemente passar suas folgas – que Bernal é mais forte que o faraó Ramsés. Entre uma gargalhada e outra, ele diz que “O Egito ainda resistiu a ‘dez’ pragas, mas que Campo Grande caiu na primeira”. Embora ele ache que tenha razão, Há pessoas que dizem que Pedra está brincando com fogo e menosprezando o poder divino. Quem construiu o Titanic também disse que ‘Nem Deus conseguiria afundar o navio” que não completou sua primeira viagem. O Pedra precisa saber disso.

Amanhã eu volto.

Fuuuuuuuuuuuui.

Comentários

Comentários