AS ’10’ MAIS

Quinta-feira, 01 de Outubro de 2015.

1ª)

Campo Grande amanheceu assustada e triste com a decisão do desembargador Bonassini que mandou prender o prefeito Gilmar Olarte e o empreiteiro João Amorim a pedido do GAECO. Só que por enquanto, a vitória comemorada ontem na sede do órgão foi de ‘pirro’. Os dois estão viajando e até agora ninguém foi preso.

2ª)

Os advogados de Amorim e Olarte estão entrando com recurso sobre os mandados de prisão que acharam exagerados e desnecessários, porque ambos nunca se negaram comparecer na sede do GAECO quando solicitados. Espera-se que uma liminar garanta aos dois a liberdade constitucional a que possuem direito.

3ª)

Numa entrevista em meu programa na rádio DIFUSORA, o Dr. Newlley Amarilha lamentou que o Ministério Público Estadual continue com seus pedidos exagerados ao TJMS, e que notícias estejam vazando nas redes sociais fazendo num verdadeiro terrorismo sobre pessoas desta sociedade, que sequer conhecem as acusações a que estão acusadas.

4ª)

O desembargador Bonassini recebeu na ‘Lista Negra’ do GAECO, o pedido de afastamento de 17 vereadores de Campo Grande. Precavidamente resolveu não conceder os afastamentos, fazendo dissipar a onda de incerteza reinante sobre nossa edilidade. Isso mostra que o Ministério Público perdeu força em seus pedidos exagerados.

5ª)

Ninguém duvida mais que alguém esteja tendo acesso à ‘informações privilegiadas’ e fazendo o papel de ‘leva-e-trás’ entre o Ministério Público e o TJMS, e de quebra, informando à imprensa aquilo que nem é oficial, mas que se transforma em realidade à cada novo ‘pedido exagerado’ do GAECO ao Tribunal de Justiça. Para esse ‘leva-e-trás’ sigilo é só para quem acredita e respeita os trâmites legais.

6ª)

 Quem está no ‘colo do Saci’ é o Alcides Bernal. O juiz Marcelo Ivo de Oliveira despachou a liminar solicitada pelo SISEM proibindo que salários de seus ‘três mil’ servidores filiados sejam ‘fatiados’. Se não cumprir a ordem, a multa é de 5 mil reais/dia. Bernal já peitou a Justiça – como seria de se esperar – e disse que irá recorrer da decisão que achou ‘injusta e absurda’.

7ª)

O Senado pretende e precisa derrubar o ‘recálculo das aposentadorias’ que beneficiam aposentados do INSS que voltam a trabalhar. Segundo o ministro da Fazenda, Joaquim Levy, se esse veto não for mantido, o custo para o povo brasileiro será de ‘duas CPMF’. Semana que vem haverá esforço concentrado Senado/Câmara para desativar mais essa pauta-bomba.

8ª)

O prefeito Gilmar Olarte está viajando, mas um Oficial de Justiça foi até sua residência e agiu de forma respeitosa para notificar sobre o ‘decreto de prisão’ saído ontem da caneta pesada do Dr. Bonassini a pedido do GAECO. Na porta da mansão do empreiteiro João Amorim, uma repórter da Globo se plantou desde as primeiras horas desta madrugada, mas deu com a ‘cara na porta’. Espera-se que esses senhores, em respeito à Justiça, se apresentem e enfrentem as acusações na base do ‘Quem não deve, não teme’.

9ª)

Uma nova pesquisa sobre popularidade do governo Dilma mostrou que 69{d124abb9778216420301f7a7fdee54f2d809ca471a8d69088da1a3e9d609e3df} dos brasileiros desaprovam sua administração. É o maior índice de desaprovação deste 1986. O erro – segundo estrategistas – está na parte econômica com atitudes que conflitam com a retomada do crescimento do País. Ontem a gasolina e o diesel subiram respectivamente 6 e 4{d124abb9778216420301f7a7fdee54f2d809ca471a8d69088da1a3e9d609e3df} nas refinarias, e isso já está sendo repassado aos brasileiros.

10ª)

O Tribunal de Justiça reconheceu que os vereadores de Campo Grande tem direito a receber 8,4 mil a título de ‘verba indenizatória’, usada para pagar despesas com veículos, combustíveis, material de expediente, passagens e alimentação. Foi mantida a liminar de junho e aprovado o ‘gasto extra’ de R$ 2,9 milhões. Isso encerra a polêmica sobre esses gastos e mostra mais um ponto positivo para o trabalho da nossa vereança.

Amanhã eu volto.

Fuuuuuuuuuui.

Comentários

Comentários